Representações maternas: teóricos e possibilidades de avaliação e intervenção clínica

Autores

  • Stela Araújo Cabral Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Daniela Centenaro Levandowski Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; Departamento de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v16i1p186-203

Palavras-chave:

representações maternas, psicanálise, relação mãe-criança

Resumo

As representações maternas englobam expectativas, fantasias e desejos da mãe sobre o bebê, assim como os aspectos transgeracionais ligados a isso. O objetivo do presente artigo é abordar essas representações, destacando as representações da mulher sobre a sua própria mãe e sobre o bebê. Além disso, buscou-se apresentar as possibilidades de avaliação e intervenção clínica sobre essas representações, segundo a perspectiva psicanalítica. Ressalta-se que a exploração das representações maternas constitui uma importante ferramenta da clínica pais-bebê, auxiliando na melhoria da qualidade dessa relação. Em decorrência disso, tal investigação poderia ser mais utilizada tanto no contexto clínico como de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-06-01

Como Citar

Cabral, S. A., & Levandowski, D. C. (2011). Representações maternas: teóricos e possibilidades de avaliação e intervenção clínica. Estilos Da Clinica, 16(1), 186-203. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v16i1p186-203