Fracasso na implementação de políticas educacionais: sintoma e emergência do sujeito

Autores

  • Eric Ferdinando Kanai Passone Universidade Estadual de Campinas; Núcleo de Estudos de Políticas Públicas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v18i1p53-60

Palavras-chave:

fracasso educacional, política educacional, psicanálise, teoria do discurso

Resumo

Este artigo visa a interrogar o discurso sobre o "fracasso da política educacional" como um sintoma associado aos discursos do mestre, do capitalismo e da universidade, implicando a presença real do inconsciente nos laços sociais instituídos por meio do campo das políticas educacionais na contemporaneidade. Tratar o fracasso educacional como sintoma levou a um deslocamento da pergunta habitual "Por que as políticas educacionais fracassam?", para sustentar a hipótese de que o fracasso retrata o acontecimento do sujeito na estrutura discursiva. O estudo mostrou a importância de incluir o sujeito do desejo no campo de análise das políticas educacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-01

Como Citar

Passone, E. F. K. (2013). Fracasso na implementação de políticas educacionais: sintoma e emergência do sujeito. Estilos Da Clinica, 18(1), 53-60. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v18i1p53-60

Edição

Seção

Dossiê: Psicanálise e educação (im) possível