A fabricação da loucura na infância: psiquiatrização do discurso e medicalização da criança

Autores

  • Michele Kamers Hospital Santa Catarina; do Serviço Infantil e da Pós-Graduação em Psicologia Hospitalar e da Saúde

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v18i1p153-165

Palavras-chave:

psiquiatrização do discurso, medicalização, infância

Resumo

A partir de sua experiência clínica em diversos campos de atuação, a autora visa a refletir sobre apsiquiatrização do discurso e a medicalização na infância. Indaga de que modo o saber médico-psiquiátrico foi respondendo às demandas sociais a ele endereçadas, cuja resposta, atualmente, se reduziu ao diagnóstico do desvio comporta-mental e sua tentativa de normatização, via medicação. Para tanto, retoma a história da psiquiatria infantil e da clínica médica com crianças, discutindo de que modo o discurso médico-psiquiátrico, através de seusdispositivos disciplinares, vem sendo convocado a responder sobre o mal-estar que a infância introduz no projeto social na atualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-01

Como Citar

Kamers, M. (2013). A fabricação da loucura na infância: psiquiatrização do discurso e medicalização da criança. Estilos Da Clinica, 18(1), 153-165. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v18i1p153-165