Família, violência e o trabalho na rede: possibilidades e desafios

Autores

  • Nathalia Teixeira Caldas Campana Universidade de São Paulo; Instituto de Psicologia
  • Maria Carolina Rissoni Andery Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; Programa de Psicologia Social
  • Isabel da Silva Kahn Marin Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde; Curso de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v18i1p166-179

Palavras-chave:

atendimento clínico, rede, violência

Resumo

Este trabalho propõe uma discussão a respeito da necessidade de construir e trabalhar na rede em casos que apresentam dinâmicas violentas. Dado que a rede só pode ser construída no caso a caso, serão apresentados dois atendimentos clínicos: o de uma família e o de uma criança, com suas respectivas discussões e encaminhamentos. Destacamos que, nestes casos, o trabalho em rede foi fundamental para a evolução do tratamento. Porém, apesar da relevância do tema, desafios se impõem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-01

Como Citar

Campana, N. T. C., Andery, M. C. R., & Marin, I. da S. K. (2013). Família, violência e o trabalho na rede: possibilidades e desafios. Estilos Da Clinica, 18(1), 166-179. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v18i1p166-179