A infância não é coisa de crianças

  • Patricia Gherovici
Palavras-chave: Infância, autismo, aquisição da fala, Temple Grandin

Resumo

"No princípio é o logos",: reza o Evangelho, um princípio que antecede no tempo a chegada do infante no mundo. Etimologicamente, infans refere-se a alguém que não fala. Seria o infante um humano antes de ser um humano? Se a infância é um estádio no qual a linguagem está presente mesmo antes que a fala se desenvolva, é interessante explorarmos o fenômeno do autismo, no qual esta faculdade da fala aparece ausente ou, ao menos, deficiente. O autismo é, além disso, uma manifestação que parece desafiar esta primazia da linguagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1999-06-01
Como Citar
Gherovici, P. (1999). A infância não é coisa de crianças. Estilos Da Clinica, 4(6), 18-27. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v4i6p18-27
Seção
Dossiê