O mestre (im)possível de adolescentes - uma especial posição subjetiva na transmissão

Autores

  • Beatriz Cauduro Cruz Gutierra Universidade São Marcos; Faculdade Taboão da Serra

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v7i12p36-47

Palavras-chave:

Adolescência, psicanálise, professores, educação, interação professor-aluno

Resumo

Este artigo apresenta as discussões resultantes de nossa dissertação de mestrjdo na qual investigamos os traços marcantes da posição subjetiva dos mestres de adolescentes que conseguem realizar sua tarefa educativa, incluindo-a no campo de uma "missão possível". Através da análise cio referencial psicanalítico de entrevistas com alguns destes professores, pudemos concluir que o "bom professor de adolescentes" apresenta uma especial posição subjetiva em seu ato de transmissão. Especial posição subjetiva que comporta importantes aspectos: a articulação entre lei e desejo; uma relação diferenciada com a "causa adolescente"; o valor subjetivo simbólico atribuído à função de mestre; e a possibilidade de "circulação discursiva" no ato de transmissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2002-06-01

Como Citar

Gutierra, B. C. C. (2002). O mestre (im)possível de adolescentes - uma especial posição subjetiva na transmissão. Estilos Da Clinica, 7(12), 36-47. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v7i12p36-47

Edição

Seção

Dossiê