O retorno da "criança-questão": uma leitura do filme Ma vie en rose a partir de Melanie Klein

Autores

  • Deborah P. Britzman York University; programa de pós-graduação em Pensamento Político e Social

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v7i12p130-145

Palavras-chave:

Psicanálise com crianças, Melanie Klein, sexualidade, educação, difícil conhecimento

Resumo

Este artigo analisa a complicada relação entre educação e psicanálise com base no primeiro estudo de caso de Melanie Klein, sobre "Fritz", o estudo de Freud do "Pequeno Hans" e um filme contemporâneo. Todos eles representam dilemas da relação criança-adulto, e o fazem através de surpreendentes questionamentos por parte das crianças sobre a sexualidade e a natureza da existência. Esses textos do arquivo introduzem também a questão de 'o que mais a educação pode significar quando se levam em conta a associação livre e o inconsciente?' Finalmente, o artigo reflete sobre o difícil conhecimento colocado pelo problema de se conhecer a história de alguém por meio da questão do Outro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2002-06-01

Como Citar

Britzman, D. P. (2002). O retorno da "criança-questão": uma leitura do filme Ma vie en rose a partir de Melanie Klein. Estilos Da Clinica, 7(12), 130-145. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v7i12p130-145

Edição

Seção

Artigos