A devastação e sua incidência na clínica do autismo

Autores

  • Maria Fátima Gonçalves Pinheiro Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Ana Beatriz Freire Universidade Federal do Rio de Janeiro; Instituto de Psicologia; Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v13i24p146-165

Palavras-chave:

devastação, autismo, sexualidade feminina, psicose, função materna

Resumo

Este artigo propõe-se a examinar a articulação entre autismo e devastação, suscitada a partir de um caso de uma criança de seis anos. Utilizando os referenciais teóricos de S. Freud e J. Lacan, este trabalho apresenta uma abordagem do tema da devastação tanto no campo da sexualidade feminina quanto no campo das psicoses, e pretende interrogar o que concerne à função da mãe e sua relação com a devastação na clínica do autismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-06-01

Como Citar

Pinheiro, M. F. G., & Freire, A. B. (2008). A devastação e sua incidência na clínica do autismo. Estilos Da Clinica, 13(24), 146-165. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v13i24p146-165