A (re)configuração do passado no discurso construtivista

Autores

  • Daniel Revah Universidade Federal de São Paulo; Departamento de Educação

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v13i24p190-209

Palavras-chave:

discursos educacionais, significante de ressonância, construtivismo, história da educação

Resumo

Este artigo destaca e analisa alguns aspectos relacionados com a emergência do construtivismo no Brasil. O construtivismo é aqui concebido como um discurso pedagógico que emerge na década de 1980, num processo em que os discursos educacionais precedentes foram (re)ordenados. Esse (re)ordenamento incide sobre o passado, (re)configurando-o e produzindo o que se concebe como a origem do construtivismo no Brasil, estreitamente vinculada a determinadas trajetórias profissionais e institucionais. Na análise, entende-se que a palavra " construtivismo" foi transformada num significante de ressonância- operação fundamental para a produção dessa emergência e a (re)configuração do passado que lhe é correlata.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-06-01

Como Citar

Revah, D. (2008). A (re)configuração do passado no discurso construtivista. Estilos Da Clinica, 13(24), 190-209. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v13i24p190-209