Representações maternas durante uma gravidez patólogica: o caso da anemia falciforme

Autores

  • Flaviana Estrela Maroja Cox
  • Bérengère Beauquier-Maccotta

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v19i2p309-324

Palavras-chave:

representações maternas, gravidez, anemia falciforme, psicanálise.

Resumo

As representações maternas são um conjunto de expectativas, fantasias, anseios, medos e percepções da mãe de sua gravidez, de sua futura função parental e de seu bebê. O presente artigo trata destas representações durante a gravidez patológica de mulheres com anemia falciforme. Para isto, uma pesquisa qualitativa foi realizada com cinco gestantes a fim de analisar suas representações, seguindo uma perspectiva psicanalítica. Salienta-se que a observação das representações maternas constitui uma importante ferramenta para a prevenção de distúrbios da relação mãe-bebê. No decorrer do estudo, observamos que as representações maternas podem ser afetadas pela doença materna.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flaviana Estrela Maroja Cox

Psicóloga, doutora em Psicanálise e Psicopatologia pela Université Paris 7 Diderot (Sorbonne Paris Cité), Paris, França

Bérengère Beauquier-Maccotta

Psiquiatra infantil do Hôpital Necker-Enfants Malades, doutora em Psicanálise e Psicopatologia pela Université Paris 7 Diderot (Sorbonne Paris Cité), Paris, França.

Downloads

Publicado

2014-08-21

Como Citar

Cox, F. E. M., & Beauquier-Maccotta, B. (2014). Representações maternas durante uma gravidez patólogica: o caso da anemia falciforme. Estilos Da Clinica, 19(2), 309-324. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v19i2p309-324