(En)quadros estéticos (artísticos e clínicos) e seus efeitos sensíveis

Autores

  • Ricardo Costa Otávio Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Gustavo Henrique Dionisio Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v19i2p339-356

Palavras-chave:

psicanálise, estética, arte, enquadre clinico.

Resumo

Com base nas investigações estéticas de Freud, o trabalho tem a intenção de trazer articulações entre possíveis efeitos sensíveis causados pelo contato/recepção com as obras de arte (tendo-as aqui como "quadros artísticos") e o enquadre clínico psicanalítico. O texto também se preocupa em mostrar que a produção desses efeitos impactantes se dá pela condição de tais elementos (artísticos e clínicos) estarem necessariamente sob um enquadre e, por isso, conceituados como estéticos ao longo do argumento deste artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Costa Otávio, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Psicólogo Clínico. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita (UNESP), Assis, SP, Brasil.

Gustavo Henrique Dionisio, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutor em Psicologia Social da Arte pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP). Professor de Graduação e Pós-Graduação no Departamento de Psicologia Clínica da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita (UNESP), Assis, SP, Brasil.

Downloads

Publicado

2014-08-21

Como Citar

Otávio, R. C., & Dionisio, G. H. (2014). (En)quadros estéticos (artísticos e clínicos) e seus efeitos sensíveis. Estilos Da Clinica, 19(2), 339-356. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v19i2p339-356