Autismo e parentalidade

Autores

  • Pierre Delion Centro Hospitalar Universitário de Lille; Faculdade de Medicina de Lille 2

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v20i1p15-26

Resumo

As patologias autísticas são complexas e requerem uma atenção especifica para cada criança. Na organização que preside os tratamentos, a Psicoterapia Institucional tem uma grande importância devido à sua larga experiência com as psicopatologias graves como o autismo e a psicose. No projeto terapêutico da criança, a implicação e o papel dos pais são determinantes para sua orientação e indispensáveis para dar-lhe sentido. Contudo, por razões distintas, alguns pais podem desenvolver sentimentos negativos frente aos profissionais, que devem ser considerados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-04-01

Como Citar

Delion, P. (2015). Autismo e parentalidade. Estilos Da Clinica, 20(1), 15-26. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v20i1p15-26