[1]
D. D. Faustino e J. Falek, “A originalidade e a origem do estádio do espelho em Lacan”, Estilos Clín. (Online), vol. 19, nº 3, p. 465-481, dez. 2014.