[1]
K. Ensink, P. Fonagy, L. Normandin, N. Berthelot, M. Biberdzic, e J. Duval, “O papel protetor da mentalização de experiências traumáticas: implicações quando da entrada na parentalidade”, Estilos Clín. (Online), vol. 20, nº 1, p. 76-91, abr. 2015.