Por um modelo de emissora Educativa

reflexões sobre a qualidade da TV USP

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/extraprensa2019.152795

Palavras-chave:

Trajetória, TV USP, Qualidade, TV Educativa

Resumo

Este estudo buscou investigar a trajetória da TV USP, uma central de produção televisiva que funcionou durante dezoito anos nas dependências da Universidade de São Paulo e exibiu a sua produção por meio do Canal Universitário de São Paulo em consórcio com outras oito universidades da cidade. Buscou-se entender como a TV USP concebeu e incorporou a questão da qualidade na TV, com base nas propostas de Mulgan. A metodologia contou com entrevistas, pesquisa bibliográfica e análise de programas. Mesmo não se configurando como uma concessão de TV, a emissora desenvolveu uma produção de qualidade, com uma proposta diferente da televisão comercial, podendo se configurar como uma emissora educativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valquíria Aparecida Passos Kneipp, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

É graduada em Jornalismo pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) (1990) e tem mestrado (2002) e doutorado (2008) em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Foi editoraassistente da Revista PJ:BR Jornalismo Brasileiro de 2005 até 2011 e desde 2009 é professora associada de graduação e pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Foi diretora científica de Rede Alcar (2007-2011) e coordenadora do GT de Mídias Visual e Audiovisual (2008-2011). Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo, atuando como assessora de imprensa e telejornalista. Atuou em campanhas eleitorais e ministra cursos de media training. Foi vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia (PPgEM) da UFRN de 2013 a 2017. Atualmente é coordenadora do PPgEm da UFRN (2017-2019). É vice-coordenadora do grupo de pesquisa Imagem, Mercado e Tecnologia do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Referências

ADORYAN, Adriano. A USP e sua TV: um projeto de universidade dentro da TV. 2004. 165 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

BORGES, Gabriela. Parâmetros de qualidade para a análise de programas televisivos de âmbito cultural: uma proposta teórico-metodológica. Revista do NP em Comunicação Audiovisual da Intercom, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 173-192, jan./jun. 2008.

BORGES, Gabriela; REIA-BAPTISTA, Vítor (org.). Discursos e práticas de qualidade na televisão. Lisboa: Horizonte, 2008.

BUCCI, Eugênio. [Entrevista cedida a] Valquíria Aparecida Passos Kneipp. São Paulo, 2 abr. 2016.

CANNITO, Newton. A televisão na era digital: interatividade convergência e novos modelos de negócio. São Paulo: Summus, 2010.

CARNEIRO, Vânia Lúcia Quintão. Castelo Rá-Tim-Bum: o educativo como entretenimento. São Paulo: Annablume, 1999.

CARENZIO, Alessandra. Televisão de qualidade: definição da questão e das boas práticas no âmbito da TV Italiana. In: BORGES, Gabriela.; REIA-BATISTA, Vítor (org.). Discursos e práticas da qualidade na televisão. Lisboa: Horizonte, 2008.

DUARTE. Jorge. Entrevista em profundidade. In: DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio (org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2005.

ESPECIAIS TV USP. [S. l.: s. n.], 2016. 1 vídeo (64 min). Publicado pelo canal TV USP Piracicaba. Disponível em: http://bit.ly/2OrEtCU. Acesso em: 20 ago. 2016.

FONTCUBERTA, Mar de. Uma televisão de qualidade exige um receptor de qualidade. In: BORGES, Gabriela; REIA-BATISTA, Vítor (org.). Discursos e práticas da qualidade na televisão. Lisboa: Livros Horizonte, 2008.

FRANCO, Marília; PIOVESAN NETTO, Ângelo; BARGMAN, Domingos Luiz. Projeto TV USP. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes, 1997.

FRANCO, Marília. Canais universitários de TV a cabo – TV USP. Comunicação & Educação, São Paulo, n. 12, p. 118-124, ago. 1998.

FREIRE FILHO, João. TV de qualidade: uma contradição em termos? In: Congresso Brasileiro da Comunicação, 24., 2001, Campo Grande. Anais [...]. Campo Grande: Intercom, 2001.

FREIRE FILHO, João. Notas históricas sobre o conceito de qualidade na crítica televisual brasileira. Galáxia, São Paulo, n. 7, p. 85-110, 2004.

FREIRE FILHO, João; BORGES, Gabriela (org.). Estudos sobre televisão: diálogos Brasil-Portugal. Porto Alegre: Sulina, 2011.

FEUER, Jane et al. (ed.). MTM ‘quality television’. London: British Film Institute, 1984.

HJARVARD, Stig. Midiatização: conceituando a mudança social e cultural. Matrizes, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 21-44, jan./jun. 2014.

HJARVARD, Stig. Teorizando a mídia como agente de mudança social e cultural. Matrizes, São Paulo, v, 5, n. 2, p. 53-91, jan./jun. 2012.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

MACHADO, Arlindo. A televisão levada a sério. São Paulo: Senac, 2000.

MACHADO, Arlindo. Pré-cinemas e pós-cinemas. Campinas: Papirus, 2005.

MINAYO, Maria Cecilia de Souza. O desafio da pesquisa social. In: MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2011.

MINUTO USP [S. l.: s. n.], 2014. 1 vídeo (1 min). Publicado pelo canal TV USP. Disponível em: http://bit.ly/2YzthIa. Acesso em: 20 ago. 2016.

MULGAN, Geoff (org.). The question of quality. London: British Film Institute, 1990.

OCAM. [S. l.: s. n.], 2016. 1 vídeo (4 min). Publicado pelo canal Canal USP. Disponível em: http://bit.ly/2YfO9EX. Acesso em: 20 de ago. 2016.

OLHAR da USP. [S. l.: s. n.], 2013. 1 vídeo (27 min). Publicado pelo canal Marcos Tadeu Garcia. Disponível: Disponível em: http://bit.ly/2SP0zxN. Acesso em: 20 ago. 2016.

ORTIZ, Pedro. TV USP: perspectivas e desafios futuros de uma TV universitária. Revista USP, São Paulo, n. 61, p. 136-145, maio 2004.

PERUZZO, Cicília Maria Krohling. Observação participante e pesquisa ação. In: DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio (org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2005.

QUAL é o curso? [S. l.: s. n.], 2013. 1 vídeo (8 min). Publicado pelo canal ESALQ Midias. Disponível: http://bit.ly/314LTgI. Acesso em: 20 ago. 2016.

SANTORO, Luiz Fernando. [Entrevista cedida a] Valquíria Aparecida Passos Kneipp. São Paulo, 2 abr. 2016.

SILVA JUNIOR, Luiz Fernando da. Haverá TV Pública no Brasil? Análise da TV educativa brasileira para compreensão de rumos da TV pública. 2013. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo, 2013.

SQUIRRA, Sebastião; FECHINE, Yvana (org.). Televisão digital: desafios para a comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2009.

STUMPF, Ida Regina Chitto. Pesquisa bibliográfica. In: DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio (org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2005.

TRAJETÓRIA. [S. l.: s. n.], 2012. 1 vídeo (29 min). Publicado pelo canal TV USP. Disponível em: http://bit.ly/2MraBE3. Acesso em: 20 ago. 2016.

TRAQUITANA. [S. l.: s. n.], 2010. 1 vídeo (8 min). Publicado pelo canal Stevan Gonçalves. Disponível em: http://bit.ly/2K3nWko. Acesso em: 20 ago. 2016.

TV USP. IPTV USP, 2013. Disponível em: http://bit.ly/2YF6bjC. Acesso em: 13 set. 2015.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Downloads

Publicado

2019-08-19

Como Citar

Kneipp, V. A. P. (2019). Por um modelo de emissora Educativa: reflexões sobre a qualidade da TV USP. Revista Extraprensa, 12(2), 220-239. https://doi.org/10.11606/extraprensa2019.152795