“Sujismundo” ditadura militar, propaganda e o ideal de “povo limpo”

Autores

  • Jean Carllo de Souza Silva Universidade do Estado de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.11606/extraprensa2021.184972

Palavras-chave:

Comunicação, Ditadura militar, Propaganda política

Resumo

Este artigo analisa a campanha “Povo desenvolvido é povo limpo”, com vistas a compreender o teor político e ideológico da propaganda institucional do período dos governos militares (1964-1985). A campanha, vinculada na década de 1970, era estrelada por um personagem de desenho animado de nome “Sujismundo”, que, embora simpático, era representado com aspecto de sujeira. Oficialmente, tal propaganda objetivava conscientizar a população sobre a necessidade de se manter hábitos higiênicos e saudáveis. Mas os “anos de chumbo”, explicitamente ou não, produziram propagandas que expressavam os ideais desenvolvimentistas sustentados pelas Forças Armadas em conjunto com setores civis conservadores. É nesse contexto que analisamos a utilização dessa propaganda para fins políticos e ideológicos dos militares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jean Carllo de Souza Silva, Universidade do Estado de Minas Gerais

Doutorando em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professor da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), unidade Passos. É pesquisador dos grupos: Labiam e Geind (UEMG/CNPq), e Estudos Sociais em Linguagem, Memória e Cultura Visual da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop/CNPq).

Referências

BALBINOT, Valmíria Antonia. A. Comunicação pública na década de 70: a campanha “Povo desenvolvido é povo limpo”. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 35., 2012, Fortaleza. Anais […]. Fortaleza: [s. n.], 2012. p. 1-15.

BRAIT, Beth. Polifonia arquitetada pela citação visual e verbo-visual. Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso, São Paulo, v. 1, n. 5, p. 183-196, 2011. Disponível em: https://bit.ly/2Tm56MG. Acesso em: 20 jul. 2020.

BRAIT, Beth. Olhar e ler: verbo-visualidade em perspectiva dialógica. Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 43-66, 2013. Disponível em: https://bit.ly/3BppNJ1. Acesso em: 20 jul. 2020.

CASTRO NETTO, David. Nossos comerciais, por favor: a propaganda brasileira e ditadura militar (1964-1985). In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA, 7., 2015, Maringá. Anais […]. Maringá: [s. n.], 2015. p. 1637-1649.

COLUSSI, Eliane; BALBINOT, Valmíria. Propaganda e educação sanitária na década de 1970: “Povo desenvolvido é povo limpo”. Revista Anos 90, Porto Alegre, v. 15, n. 28, p. 253-275, 2008.

FICO, Carlos. Reinventando o otimismo: ditadura, propaganda e imaginário social no Brasil. Rio de Janeiro: FGV, 1997.

FICO, Carlos. Versões e controvérsias sobre 1964 e a ditadura militar. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 24, n. 47, p. 29-60, 2004.

FICO, Carlos. Espionagem, polícia política, censura e propaganda: os pilares básicos da repressão. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia de Almeida Neves (org.). O tempo da ditadura: regime militar e movimentos sociais em fins do século XX. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2019.

FIGUEIRÓ, Francisca Bruxel. Médici e a comunicação: propaganda política durante regime militar no Brasil. Lajeado: Univates, 2014.

GOMES, Marco Antônio; SOUZA, Marilsa Miranda; PITA, Crislaine; ZANELATO, Italo. Educação e a ditadura civil militar: as reformas educacionais e a teoria do capital humano (1964-85). Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 14, p. 1-19, 2020.

MARTINS, Ricardo Constante. Ditadura militar e propaganda política: a revista manchete durante o governo Médici. 1999. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 1999.

NAPOLITANO, Carlo; LUVIZOTTO, Caroline; GONZALES, Lucilene. Censura à liberdade de expressão e propaganda política: estratégias para legitimação do regime militar. In: NAPOLITANO, Carlo; LUZIVOTTO, Caroline; LOSNAK, Célio; GOULART, Jefferson (org.). O golpe de 1964 e a ditadura militar em perspectiva. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2014.

NAVES, Laura. O papel da Aerp na construção da Identidade Nacional: Análise das propagandas políticas durante o governo Médici. [S. l.]: [s. n.], 2012. Disponível em: https://bit.ly/2VXaDKx . Acesso em: 20 jul. 2020.

REZENDE, Maria. A ditadura militar no Brasil: repressão e pretensão de legitimidade: 1964-1988. Londrina: Eduel, 2013.

SCHNEIDER, Nina. Propaganda ditatorial e invasão do cotidiano: a ditadura militar em perspectiva comparada. Estudos Ibero-Americanos, Porto Alegre, v. 43, n. 2, p. 333-345, 2017.

SILVA, L. F. Crise do regime político no pré-1964, golpe civil-militar e consolidação do regime ditatorial. In: NAPOLITANO, Carlo; LUZIVOTTO, Caroline; LOSNAK, Célio; GOULART, Jefferson (org.). O golpe de 1964 e a ditadura militar em perspectiva. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2014.

SUJISMUNDO – 1972/73. [S. l.: s. n.], 2016. 1 vídeo (7’16 min). Publicado pelo canal Arte Estadium. Disponível em: https://bit.ly/3hS9AnJ. Acesso em: 10 abr. 2020.

Downloads

Publicado

2021-11-23

Como Citar

Silva, J. C. de S. (2021). “Sujismundo” ditadura militar, propaganda e o ideal de “povo limpo”. Revista Extraprensa, 14(2), 452-470. https://doi.org/10.11606/extraprensa2021.184972