O papel da desobediência civil em sociedades de massas não-totalitárias em Arendt

  • Nathalia Rodrigues da Costa Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Hannah Arendt, desobediência civil, sociedade de massas

Resumo

Margareth Canovan e Jean Cohen e Andrew Arato apresentam críticas à análise de Hannah Arendt da sociedade de massas. Tais críticas convergem para um diagnóstico: a análise de Arendt é influenciada pela sua abordagem do totalitarismo e isso teria prejudicado sua atenção para os potenciais democráticos das sociedades democráticas contemporâneas. Na contramão dessas críticas, defende-se neste artigo que, se interpretarmos o tema da sociedade de massas a partir da distinção entre sociedade de massas não-totalitária e sociedade de massas totalitária, enxergamos a atenção de Arendt para os potenciais democráticos das sociedades não-totalitárias ainda massificadas, sobretudo, na sua análise dos movimentos de Desobediência Civil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Arendt, H. (1958). Totalitarian Imperialism: on the Hungarian Revolution. Journal of Politics, 20(1), pp.5- 43.

Arendt, H. (1989). As origens do totalitarismo. Tradução de Roberto Raposo. São Paulo: Companhia das Letras.

Arendt, H. (2008). “A ameaça do conformismo”. In: Compreender: formação, exílio e totalitarismo. Tradução de Denise Bottmann. São Paulo: Companhia das Letras.

Arendt, H. (2011). Sobre a revolução. Tradução de Denise Bottmann, 2º edição. São Paulo: Companhia das Letras.

Arendt, H. (2013). “Desobediência Civil”. In: Crises da república. Tradução de José Volkmann. 3ª edição. São Paulo: Perspectiva.

Arendt, H. (2014). A condição humana. Tradução de Adriano Correia. 11ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária.

Canovan, M. (1978). The Contradictions of Hannah Arendt's Political Thought. Political Theory, 6(1), pp. 5-26.

Canovan, M. (1992). A Reinterpretation of her Political Thought. Cambridge University Press.

Cohen, J. L., & Arato, A. (1995). Civil Society and Political Theory. Cambridge, MA: MIT.

Frateschi, Y. (2016). Liberdade política e cultura democrática. Cadernos de Filosofia Alemã, 21(3), pp. 29-50.
Publicado
2019-12-17
Como Citar
Costa, N. R. da. (2019). O papel da desobediência civil em sociedades de massas não-totalitárias em Arendt. Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica E Modernidade, 24(2), 13-28. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/filosofiaalema/article/view/160325
Seção
Artigos

Dados de financiamento