Ludwig Feuerbach, filósofo da linguagem? Um estudo de De Ratione, una, universali, infinita (1828)

Autores

  • José Edmar Lima Filho Universidade Estadual Vale do Acaraú

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v25i4p149-161

Palavras-chave:

Ludwig Feuerbach, Linguagem, Conhecimento, Filosofia prática

Resumo

O objetivo desse trabalho é tratar da problematização filosófica da linguagem realizada por Ludwig Feuerbach (1804-1872) na obra De Ratione, una, universali, infinita (1828). Em que pese o fato da literatura especializada dificilmente enfrentar a importância desse tema no interior da contribuição teórica feuerbachiana, relegando-o a uma questão de segunda ordem ou raramente se referindo a ele como uma temática discutida pelo pensador, meu texto propõe a centralidade da linguagem para oferecer uma leitura alternativa de De Ratione, algo que efetuo com base no tratamento de alguns passos complementares, quais sejam, (i) do desafio de discutir uma questão semântica na compreensão feuerbachiana da questão, por meio do que insiro no debate certos aspectos de grande repercussão para o conjunto da construção filosófica de Feuerbach – como a questão do conhecimento, por exemplo –, e (ii) da insistência na realidade da compreensão dialógica do ser humano que tem por fundamento o problema da linguagem, algo que oferece significativas implicações para elementos vinculados ao domínio prático do pensamento feuerbachiano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Edmar Lima Filho, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Ceará. Professor Adjunto da Graduação e da Pós-graduação em Filosofia da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA. Líder do Grupo de Pesquisas Ludwig Feuerbach e Pensamento Pós-hegeliano (GPELF/ UVA-CNPq), membro pesquisador do Grupo de Pesquisa em Filosofia da Religião (GEPHIR/UVA-CNPq) e do Laboratório de Estudos Hegelianos (LEH/UVA-FUNCAP).

Referências

Arvon, H. (1964). Feuerbach: sa vie, son oeuvre avec un exposé de sa philosophie. Paris: Presses Universitaires de France.

Cesa, C. (1965). Nota bibliografica. In: Feuerbach, L. Opere. Bari: Editori Laterza, p. XIII-XIX.

Faria, E. (1962). Dicionário escolar Latino-Português. Rio de Janeiro: Artes Gráficas Gomes de Souza S/A.

Feuerbach, L. (1965). Frammenti per caratterizzare il mio Curriculum Vitae filosofico. In: Feuerbach, L. Opere. Bari: Editori Laterza, p. 342-374.

Feuerbach, L. (1995). De Ratione, Una, Universal, Infinita. In: Feuerbach, L. Abelardo y Heloísa y otros escritos de juventud. Trad. cast. José Luis García Rúa. Granada: Editorial COMARES, p. 73-139.

Feuerbach, L. (2009). Preleções sobre a Essência da Religião. Tradução de José da Silva Brandão. Petrópolis: Vozes.

Feuerbach, L. (2012a). A Essência do Cristianismo. Tradução de José da Silva Brandão. Petrópolis: Vozes.

Feuerbach, L. (2012b). Para a crítica da filosofia de Hegel. Tradução de Adriana Veríssimo Serrão. São Paulo: LiberArs.

Lima Filho, J. E. (2019). Ontología de la singularidad y el problema del lenguaje en Ludwig Feuerbach: para una lectura de Zur Kritik der Hegelschen Philosophie (1839). Revista El Arco y la Lira. Tensiones y Debates. Buenos Aires, 7, 19-33.

Oliveira, M. A. (1996). Reviravolta lingüístico-pragmática na filosofia contemporânea. São Paulo: Loyola.

Rambaldi, E. Le origini della Sinistra hegeliana. H. Heine, D. F. Strauss, L. Feuerbach, B. Bauer. Firenze: La Nuova Italia Editrice, 1966.

Rúa, J. L. G. Estudio preliminar. In: Feuerbach, L. Abelardo y Heloísa y otros escritos de juventud. Trad. cast. José Luis García Rúa. Granada: Editorial COMARES, 1995, p. 73-139.

Serrão, A. V. (1999). A Humanidade da razão: Ludwig Feuerbach e o Projeto de uma Antropologia Integral. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

Serrão, A. V. (2019). A Carta de Feuerbach a Hegel. Revista Dialectus, 14, 235-247. DOI: https://doi.org/10.30611/2019n14id41626

Tomasoni, F. (2011). Ludwig Feuerbach. Biografia intellettuale. Brescia: Editrice Morcelliana.

Wartofsky, M. W. (1982). Feuerbach. Cambridge: Cambridge University Press.

Wittgenstein, L. (1994). Tractatus Logico-philosophicus. Tradução de Luiz Henrique Lopes dos Santos. 2ª. ed. São Paulo: EDUSP.

Downloads

Publicado

2020-12-26

Como Citar

Lima Filho, J. E. (2020). Ludwig Feuerbach, filósofo da linguagem? Um estudo de De Ratione, una, universali, infinita (1828). Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica E Modernidade, 25(4), 149-161. https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v25i4p149-161

Edição

Seção

Artigos