Reflexões sobre antropologia e liberdade política em Ludwig Feuerbach

Autores

  • Antônio Adriano de Meneses Bittencourt Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v26i3p27-41

Palavras-chave:

Feuerbach, Antropologia, Política, Mariátegui

Resumo

O artigo expõe o pensamento antropológico de Ludwig Feuerbach na dimensão da política, enfatizando que sua crítica à religião, para além da redução do objeto religioso à subjetividade, sustenta contornos políticos em favor da autodeterminação dos homens. Nesse contexto, reflete-se sobre o tema da liberdade e suas condições para que seja efetiva. Em articulação às ideias do filósofo, fazemos uma breve incursão na história evocando a crítica de José Carlos Mariátegui (1894-1930) quanto ao processo de abertura política no Peru, analisando a questão indígena enquanto marcada pela diferença entre o singular modo de viver desses povos frente aos desafios postos pela república, um dilema cujos pressupostos descortinamos a partir de Feuerbach e que persiste no debate político atual concernente à legitimidade das diferentes formas de organização social e política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Aristóteles. (1998). Política. Pontinha: Vega.

Chagas, E. F. (2016). A Vontade é livre? Natureza e Ética em Ludwig Feuerbach. Revista Dialectus, 6, 1-34.

Engels, F. (2008). Ludwig Feuerbach e o fim da filosofia clássica alemã. Recuperado em 10 abril, 2021, de http://www.escolapcdob.org.br/file.php/1/materia is/pagina_inicial/Biblioteca/54_ENGELS_Ludwig_Feuerbach.pdf.

Feuerbach, L. (1993). Pensamientos sobre muerte e inmmortalidad. Madrid: Alianza Editorial.

Feuerbach, L. (1997). Ética e Felicità. Milano: Guerini e Associati.

Feuerbach, L. (2008). Necessidade de uma reforma da filosofia. Recuperado em 06 setembro, 2020, de http://www.lusosofia.net/textos/feuerbach_ludwig_prin cipios_filosofia_futuro.pdf.

Feuerbach, L. (2009a). A essência do cristianismo. Tradução de José da Silva Brandão. Petrópolis, RJ: Vozes.

Feuerbach, L. (2009b). Princípios da filosofia do futuro. Recuperado em 06 setembro, 2020, de http://www.lusosofia.net/textos/feuerbach_ludwig_principios_filoso fia_futuro.pdf.

Feuerbach, L. (2009c). Preleções sobre a essência da religião. Tradução de José da Silva Brandão. Petrópolis, RJ: Vozes.

Krenak, A. (2019). Ideias para adiar o fim do mundo. São Paulo: Companhia das Letras.

Lênin, V. I. (1977). O socialismo e a religião. Recuperado em 17 abril, 2021, de https://www.marxists.org/portugues/lenin/1905/12/03.htm.

Mariátegui, J. C. (2003). Regionalismo Y Centralismo Recuperado em 12 março, 2021, de https://www.archivochile.com/Ideas_Autores/html/mariategui_jc.html.

Mariátegui, J. C. (2010). Sobre el problema indigena. Recuperado em 12 março, 2021, de https://biblioteca.org.ar/.

Serrão, A.V. (1999). A humanidade da razão: Ludwig Feuerbach e o projeto de uma antropologia integral. Braga: Fundação Calouste Gulbenkian.

Downloads

Publicado

2021-12-13

Como Citar

Bittencourt, A. A. de M. (2021). Reflexões sobre antropologia e liberdade política em Ludwig Feuerbach. Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica E Modernidade, 26(3), 27-41. https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v26i3p27-41

Edição

Seção

Artigos