[1]
Y. Frateschi, “Juízo e opinião em Hannah Arendt”, Cad. filos. alem., vol. 24, nº 1, p. 35-65, jun. 2019.