[1]
G. M. Rio-Torto, “Operações e paradigmas genolexicais do português”, Filol. Linguíst. Port., nº 2, p. 39-60, ago. 1998.