[1]
V. Kehd, “A derivação regressiva em português”, Filol. Linguíst. Port., nº 2, p. 205-213, ago. 1998.