Influência da idade, das características antropométricas e da distribuição de gordura corporal na mobilidade torácica de mulheres

Autores

  • Dayla Sgariboldi Universidade Metodista de Piracicaba; Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia
  • Fernanda Aparecida Faria UNIMEP
  • Jéssica Cristina Carbinatto UNIMEP
  • Patrícia Brigatto Universidade Metodista de Piracicaba; Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia
  • Irineu Rasera Junior Centro de Gastroenterologia e Cirurgia da Obesidade de Piracicaba
  • Eli Maria Pazzianotto-Forti UNIMEP; Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano; Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia

DOI:

https://doi.org/10.590/1809-2950/12836622042015

Resumo

O acúmulo de gordura no tórax pode contribuir para a redução da mobilidade torácica (MT) com declínio de volumes pulmonares. Alterações da MT também podem ocorrer no envelhecimento, devido à progressiva calcificação das articulações envolvidas nos movimentos respiratórios e redução dos espaços intervertebrais. O objetivo deste estudo foi verificar a influência da idade, das características antropométricas e da distribuição de gordura corporal no comportamento da MT de mulheres e verificar qual dessas variáveis é mais relevante para a MT. Trata-se de um estudo transversal, com 100 mulheres com idades entre 25 e 75 anos e índice de massa corporal (IMC) entre 18,5 e 55kg/m2. Foram mensuradas as circunferências do pescoço (CP), da cintura, do quadril e a relação cintura/quadril. A MT foi avaliada pela cirtometria torácica nos níveis axilar e xifoidiano e, após a realização de três medidas, a MT foi determinada pela diferença entre o maior valor obtido na inspiração e o menor valor obtido na expiração. Foram utilizados testes de correlação e de regressão linear múltipla. Os resultados mostram, por meio de correlações significativas, que com o aumento da idade e devido à obesidade ocorre diminuição da MT. A CP exerceu maior influência (16,60%) sobre a MT no nível axilar e o IMC no nível xifoidiano (18,16%). Conclui-se que a MT está reduzida com o envelhecimento e obesidade e que a deposição de gordura no pescoço e o aumento do IMC são os fatores mais importantes no comprometimento da MT de mulheres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-12-01

Como Citar

Sgariboldi, D., Faria, F. A., Carbinatto, J. C., Brigatto, P., Rasera Junior, I., & Pazzianotto-Forti, E. M. (2015). Influência da idade, das características antropométricas e da distribuição de gordura corporal na mobilidade torácica de mulheres . Fisioterapia E Pesquisa, 22(4), 342-347. https://doi.org/10.590/1809-2950/12836622042015

Edição

Seção

Pesquisa Original