Análise biomecânica do tronco e pelve em exercícios do método pilates: revisão sistemática

Autores

  • Naiane Teixeira Bastos de Oliveira Universidade Cidade de São Paulo
  • Sandra Maria Sbeghen Ferreira de Freitas Universidade Cidade de São Paulo
  • Katherinne Ferro Moura Universidade Cidade de São Paulo
  • Maurício Antônio da Luz Junior Universidade Paulista
  • Cristina Maria Nunes Cabral Universidade Cidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.590/1809-2950/14068822042015

Resumo

O método pilates é atualmente utilizado na reabilitação e na prática de atividade física. Alguns estudos investigaram sua eficácia no tratamento de condições específicas, mas informações sobre a avaliação biomecânica durante a realização dos exercícios ainda são escassas. Portanto, o objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática de estudos observacionais com avaliação biomecânica durante os exercícios baseados no método pilates. A busca foi realizada nas bases de dados Embase, CINAHL, Web of Science, SPORTDiscus e PubMed. Alguns dos termos relacionados à biomecânica e pilates, como "cinemática" e "eletromiografia", foram interligados por or/and. A análise da qualidade metodológica e da captação do sinal eletromiográfico foi baseada nas diretrizes do STROBE (Strengthening the Reporting of Observational Studies in Epidemiology) e dos Standards for Reporting EMG Data do ISEK, respectivamente. Dos 14 estudos incluídos na revisão sistemática, apenas um utilizou o desenho de estudo transversal do tipo caso e controle. Exercícios de pilates realizados no solo e os músculos multífidos foram os mais avaliados, utilizando principalmente a avaliação eletromiográfica. Os resultados dos estudos permitiram observar que os músculos multífidos foram os mais ativados em alguns exercícios do método pilates e que a ativação muscular é dependente da posição do praticante e da posição das molas. Os 14 estudos publicados possuem qualidade metodológica satisfatória, mas a maioria deles possui descrição incompleta dos registros eletromiográficos. Assim, podemos sugerir que a mudança de posicionamento do praticante/molas e a escolha dos exercícios interferem diretamente na ativação muscular durante a realização de exercícios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-12-01

Como Citar

Oliveira, N. T. B. de, Freitas, S. M. S. F. de, Moura, K. F., Luz Junior, M. A. da, & Cabral, C. M. N. (2015). Análise biomecânica do tronco e pelve em exercícios do método pilates: revisão sistemática . Fisioterapia E Pesquisa, 22(4), 443-455. https://doi.org/10.590/1809-2950/14068822042015

Edição

Seção

Revisão Sistemática