Avaliação dos ligamentos longitudinais da coluna de ratos Wistar em modelo experimental da terapia Suit

Autores

  • Marcia Cristina Dias Borges Unioeste; Laboratório de Estudo das Lesões e Recursos Fisioterapêuticos
  • Tatiane Kamada Errero Unioeste; Laboratório de Estudo das Lesões e Recursos Fisioterapêuticos
  • Camila Thieimi Rosa Unioeste; Laboratório de Estudo das Lesões e Recursos Fisioterapêuticos
  • Giovanni Ribeiro Bernardino Unioeste; Laboratório de Estudo das Lesões e Recursos Fisioterapêuticos
  • Rose Meire Costa Brancalhão Unioeste
  • Lucinéia de Fátima Chasko Ribeiro Unioeste
  • Gladson Ricardo Flor Bertolini Unioeste

DOI:

https://doi.org/10.1590/1809-2950/14542923022016

Resumo

RESUMO Ligamentos adaptam-se de acordo com a intensidade da atividade física e carga mecânica a que são submetidos. Na última década, na área da fisioterapia neurofuncional infantil, têm surgido métodos e protocolos que possuem em comum o termo suit para caracterizar a existência de vestimentas com bandas elásticas ajustáveis e a possibilidade da aplicação de carga sobre o esqueleto humano. Visto que a carga mecânica pode produzir alterações fibrocartilaginosas sobre os ligamentos e que não foram encontrados estudos avaliando o efeito da terapia suit sobre os ligamentos da coluna, justificam-se pesquisas com métodos experimentais de carga. O objetivo deste trabalho foi analisar as espessuras e morfologia dos ligamentos longitudinais da coluna de ratos Wistar quando submetidos à carga mecânica por compressão vertebral. Trinta animais foram separados em cinco grupos (G1 - controle; G2 - simulação do uso de suit; G3, G4 e G5 - manutenção da vestimenta). Ao modelo experimental do suit, em G4 e G5, foram adaptados pesos ou elásticos dispostos em "X" para sobrecarga vertebral de 50% do peso do animal, que permaneceram com a vestimenta por 40 horas ao longo de 4 semanas de experimento, 5 dias por semana. Não houve diferenças significativas para a espessura, assim como não foram observadas mudanças morfológicas nos ligamentos longitudinais. Conclui-se que não houve alterações nos ligamentos longitudinais da coluna em animais submetidos ao modelo experimental de suit terapia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2016-06-01

Como Citar

Borges, M. C. D., Errero, T. K., Rosa, C. T., Bernardino, G. R., Brancalhão, R. M. C., Ribeiro, L. de F. C., & Bertolini, G. R. F. (2016). Avaliação dos ligamentos longitudinais da coluna de ratos Wistar em modelo experimental da terapia Suit . Fisioterapia E Pesquisa, 23(2), 148-154. https://doi.org/10.1590/1809-2950/14542923022016

Edição

Seção

Pesquisa Original