Avaliação da capacidade funcional e da qualidade de vida em pacientes renais crônicos submetidos a tratamento hemodialítico

Autores

  • Marina Stela Cunha Universidade Estadual de Campinas
  • Viviane Andrade Universidade Estadual de Campinas
  • Cristina A. Veloso Guedes Universidade Estadual de Campinas
  • Cristiane Helita Zorel Meneghetti Uniararas
  • Ana Paula de Aguiar Uniararas
  • Andréa Luciana Cardoso Uniararas

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1809-29502009000200011

Palavras-chave:

Diálise renal^i1^sefeitos adver, Insuficiência renal crônica, Qualidade de vida, Renal dialysis^i2^sadverse effe

Resumo

Este estudo visou avaliar a capacidade funcional e a qualidade de vida em pacientes com incapacidade renal crônica (IRC) submetidos a tratamento hemodialítico e verificar possíveis correlações entre essas variáveis clínicas e idade, índice de massa corpórea (IMC) e tempo de hemodiálise. Dezesseis pacientes com IRC foram submetidos à avaliação da capacidade funcional pelo teste de caminhada de seis minutos (TC6'), mensuração das pressões inspiratória e expiratória máxima, e pela aplicação da escala de severidade da fadiga. Também responderam ao questionário SF-36, sobre qualidade de vida relacionada à saúde (QV). A capacidade funcional mostrou-se abaixo dos valores preditos no TC6' e na força dos músculos respiratórios (principalmente expiratórios); e todos apresentaram em média fadiga leve. Pacientes com mais de 60 anos e aqueles com menor tempo de hemodiálise apresentaram baixa capacidade funcional apenas quanto à distância caminhada, sem prejuízo das demais funções. O IMC não interferiu na capacidade funcional. O escore médio no SF-36 foi 72,3; dor e prejuízo na vitalidade foram indicados como os itens que mais interferem em sua QV, tendo os fatores idade, índice de massa corporal e tempo de hemodiálise não se mostrado relevantes na maioria dos domínios avaliados pelo SF-36. Os resultados sugerem que, com pouca interferência da idade e do tempo de hemodiálise, pacientes com IRC submetidos a tratamento hemodialítico apresentam prejuízos na capacidade funcional e na QV.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-01-01

Como Citar

Cunha, M. S., Andrade, V., Guedes, C. A. V., Meneghetti, C. H. Z., Aguiar, A. P. de, & Cardoso, A. L. (2009). Avaliação da capacidade funcional e da qualidade de vida em pacientes renais crônicos submetidos a tratamento hemodialítico . Fisioterapia E Pesquisa, 16(2), 155-160. https://doi.org/10.1590/S1809-29502009000200011

Edição

Seção

Pesquisa Original