Declínio funcional de idosa institucionalizada: aplicabilidade do modelo da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde

Autores

  • Carolina Depolito
  • Priscilla Lassi Losano de Faria Leocadio
  • Renata Cereda Cordeiro Unifesp; EPM; Depto. de Medicina Preventiva; Lar Escola São Francisco,

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1809-29502009000200016

Palavras-chave:

Idoso fragilizado, Instituição de longa permanência para idosos, Classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde

Resumo

O objetivo deste estudo é relatar a evolução clínico-funcional de uma idosa residente em instituição de longa permanência (ILPI), descrevendo a influência das condições contextuais (socioeconômicas e familiares) em sua saúde, bem como discutir a provável relação entre os eventos e seu declínio funcional utilizando o modelo conceitual da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). A CIF foi elaborada pela Organização Mundial de Saúde para atender a diferentes setores e estabelecer uma linguagem comum na descrição da saúde, permitindo uma abrangência multidimensional dos fatores direta e indiretamente relacionados ao quadro clínico-funcional, bem como intervenções de caráter interprofissional na clínica ou no ambiente institucional. A paciente passou por diferentes momentos na ILP e foi a óbito após 12 meses. A discussão do caso permite planejar melhores estratégias para lidar com os eventos adversos à saúde que podem ocorrer nesse contexto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-01-01

Como Citar

Depolito, C., Leocadio, P. L. L. de F., & Cordeiro, R. C. (2009). Declínio funcional de idosa institucionalizada: aplicabilidade do modelo da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde . Fisioterapia E Pesquisa, 16(2), 183-189. https://doi.org/10.1590/S1809-29502009000200016

Edição

Seção

Relato de Casos