Avaliação longitudinal do desenvolvimento motor e da habilidade de sentar em crianças nascidas prematuras

Autores

  • Cibelle Kayenne Martins Roberto Formiga Universidade Estadual de Goiás
  • Maristella Elias Nascimento Cezar Universidade Estadual de Goiás
  • Maria Beatriz Martins Linhares Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1809-29502010000200002

Palavras-chave:

Desenvolvimento infantil, Movimento, Prematuro

Resumo

Os bebês prematuros apresentam maior risco para atrasos na aquisição das habilidades neuromotoras. O objetivo do estudo foi detectar atrasos no desenvolvimento motor de crianças prematuras com baixo peso, analisar a evolução da habilidade do sentar e verificar a associação entre essa habilidade com outras aquisições motoras até os 8 meses de idade corrigida (IC). Foram avaliadas 10 crianças nascidas pré-termo, de ambos os sexos, dos 4 aos 8 meses de IC, pela escala motora infantil de Alberta AIMS (Alberta Infant Motor Scale). Cada criança foi avaliada três vezes, aos 4 para 5 meses, 5 para 6 meses, e 7 para 8 meses; os escores foram comparados para verificar alterações ao longo do tempo e identificação de possíveis atrasos no desenvolvimento motor. Os resultados mostram que, aos 7 para 8 meses, 30% das crianças apresentaram desenvolvimento motor atrasado e foram encaminhadas para tratamento fisioterapêutico. A habilidade de sentar foi melhorando progressiva e significativamente com a idade, tendo se mostrado fortemente correlacionada com outras posturas do desenvolvimento motor e com o escore total na AIMS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-06-01

Como Citar

Formiga, C. K. M. R., Cezar, M. E. N., & Linhares, M. B. M. (2010). Avaliação longitudinal do desenvolvimento motor e da habilidade de sentar em crianças nascidas prematuras . Fisioterapia E Pesquisa, 17(2), 102-107. https://doi.org/10.1590/S1809-29502010000200002

Edição

Seção

Pesquisa Original