Efeitos de duas técnicas de incentivo respiratório na mobilidade toracoabdominal após cirurgia abdominal alta

Autores

  • Maria Elaine Trevisan Universidade Federal de Santa Maria; Departamento de Fisioterapia e Reabilitação
  • Juliana Corrêa Soares Universidade Federal de Santa Maria; Departamento de Fisioterapia e Reabilitação
  • Tatiana Zacarias Rondinel Universidade Federal de Santa Maria; Departamento de Fisioterapia e Reabilitação

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1809-29502010000400007

Palavras-chave:

Cuidados pós-operatórios, Exercícios respiratórios, Modalidades de fisioterapia

Resumo

A cirurgia abdominal alta está associada a um risco elevado de complicações pulmonares que podem ser reduzidas pelo uso criterioso de manobras terapêuticas visando a expansão pulmonar. O objetivo foi comparar duas técnicas de incentivo respiratório na recuperação da dinâmica toracoabdominal em pacientes submetidos à cirurgia abdominal alta. O grupo de estudo experimental foi constituído por 16 pacientes internados na Clínica Cirúrgica do Hospital Universitário de Santa Maria distribuídos aleatoriamente em dois grupos: o grupo 1 foi constituído por dez pacientes que usaram o dispositivo Voldyne e o grupo 2, por seis pacientes submetidos ao padrão ventilatório com inspiração fracionada em três tempos. A expansibilidade toracoabdominal foi avaliada por cirtometria antes da cirurgia e no 1º, 3º¸ e 5º dias do pós-operatório (PO). Observou-se redução significativa dos valores de cirtometria no 1º PO que, gradualmente, foram sendo recuperados, não mais havendo diferença significativa no 5o PO em relação aos valores pré-operatórios em ambos os grupos. O grupo 1 obteve significativamente melhores índices de recuperação da mobilidade toracoabdominal do que o grupo 2. Também o tempo de recuperação do grupo 1 atingiu médias mais elevadas durante todo o período de PO investigado. Embora ambas as técnicas utilizadas fossem efetivas, o incentivo inspiratório por meio do Voldyne mostrou melhores resultados na recuperação da expansibilidade pulmonar após cirurgia abdominal alta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-01

Como Citar

Trevisan, M. E., Soares, J. C., & Rondinel, T. Z. (2010). Efeitos de duas técnicas de incentivo respiratório na mobilidade toracoabdominal após cirurgia abdominal alta . Fisioterapia E Pesquisa, 17(4), 322-326. https://doi.org/10.1590/S1809-29502010000400007

Edição

Seção

Pesquisa Original