Estudo morfométrico da terapia LED de baixa potência em tendinite de ratos

Autores

  • José Mário Nunes da Silva Faculdade Santo Agostinho
  • Janderson Pereira de Carvalho Faculdade Santo Agostinho
  • Manoel de Jesus Moura Júnior Faculdade Santo Agostinho

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1809-29502011000400012

Palavras-chave:

inflamação, tendinopatia, fototerapia

Resumo

A terapia LED de baixa potência possui efeitos analgésico e antiinflamatório. O objetivo desse estudo foi analisar a ação da terapia com LED de baixa potência na reparação tendínea por meio de histologia e histomorfometria. Foram usados 25 ratos Wistar, de 220 a 250 g, divididos em três grupos experimentais avaliados no 7º e 14º dia: A, tendinite induzida sem tratamento; B, tendinite induzida tratada com LED de baixa potência, densidade de energia 4 J/cm² por 120 segundos; e C, sem indução de tendinite. A histomorfometria mostrou-se altamente significativa (p<0,001) na terapia com LED em contrarrelógio de 14 dias, comparada ao grupo saudável (C). Entretanto, não mostrou significância levando em conta o grupo tendinite (A14), em que valor p>0,05. As análises histológica e histomorfométrica demonstraram qualitativo e quantitativo aumento no número de fibroblastos aos sete dias de tratamento, e das fibras colágenas, aos 14 dias, para grupo tratado com LED de baixa potência em relação ao grupo sadio (C). O mesmo não foi percebido quando relacionado ao grupo tendinite (A14).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-01

Como Citar

Silva, J. M. N. da, Carvalho, J. P. de, & Moura Júnior, M. de J. (2011). Estudo morfométrico da terapia LED de baixa potência em tendinite de ratos . Fisioterapia E Pesquisa, 18(4), 365-370. https://doi.org/10.1590/S1809-29502011000400012

Edição

Seção

Pesquisa Original