Efeito da intervenção com videogame ativo sobre o autoconceito, equilíbrio, desempenho motor e sucesso adaptativo de crianças com paralisia cerebral

estudo preliminar

  • Joice Luiza Bruno Arnoni Universidade Federal de São Carlos
  • Bruna Nayara Verdério
  • Andressa Miliana Alves Pinto
  • Nelci Adriana Cicuto Ferreira Rocha Universidade Federal de São Carlos

Resumo

Crianças com paralisia cerebral (PC) comumente são identificadas como diferentes de seus pares típicos devido à sua condição neuromotora, o que afeta a motivação e consequentemente o desempenho em atividades. A realidade virtual (RV) pode ser uma ferramenta potencial para melhora de aspectos motivacionais e desempenho motor durante a reabilitação. O objetivo deste estudo foi verificar o efeito de um programa de intervenção fundamentado em RV utilizando um videogame ativo no autoconceito, equilíbrio, desempenho motor e sucesso adaptativo de crianças PC. Participaram do estudo oito crianças entre 5 e 14 anos (10,37±3,29), com diagnóstico de PC, níveis I e II no GMFCS. O autoconceito foi avaliado com a Escala Infantil de Autoconceito Piers-Harris, o equilíbrio por meio do domínio quociente motor 3 da Escala de Desenvolvimento Motor. Para avaliação do desempenho motor foi utilizado o quociente motor geral, e as pontuações dos jogos avaliaram o sucesso adaptativo no ambiente virtual. A intervenção aconteceu durante oito semanas, sendo duas sessões semanais de 45 minutos cada. Foram utilizados quatro jogos ativos com demandas de equilíbrio, coordenação motora, saltos, agachamentos e deslocamento lateral do corpo. O teste de Wilcoxon foi usado para verificar as diferenças pré e pós-intervenção. Constatou-se diferença após a intervenção nos domínios: ansiedade, intelectual, popularidade, aparência física, satisfação, felicidade, equilíbrio, desempenho motor, e pontuação dos jogos. Conclui-se que a RV pode influenciar na forma com que essas crianças se enxergam quanto ao autoconceito, equilíbrio, desempenho motor geral e sucesso adaptativo, ajudando os profissionais a desenvolver formas de terapia que possam melhorar tais aspectos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joice Luiza Bruno Arnoni, Universidade Federal de São Carlos

Fisioterapeuta, doutoranda em Fisioterapia do Programa de Pós-Graduação, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) – São Carlos

Bruna Nayara Verdério

Fisioterapeuta, graduada na Faculdade de Taquaritinga

Andressa Miliana Alves Pinto

Fisioterapeuta, graduada na Universidade Federal de São Carlos

Nelci Adriana Cicuto Ferreira Rocha, Universidade Federal de São Carlos

Professora doutora do curso de Fisioterapia e do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia, Universidade Federal de São Carlos

Publicado
2018-12-14
Como Citar
Arnoni, J., Verdério, B., Pinto, A., & Rocha, N. (2018). Efeito da intervenção com videogame ativo sobre o autoconceito, equilíbrio, desempenho motor e sucesso adaptativo de crianças com paralisia cerebral. Fisioterapia E Pesquisa, 25(3), 294-302. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/fpusp/article/view/152768
Seção
Pesquisa Original