Fotobiomodulação Laser na resposta inflamatória aguda em lesão do tendão calcâneo em ratos expostos a fumaça de cigarro

Palavras-chave: Terapia a Laser de Baixa Intensidade, Tendão do Calcâneo, Tendinopatia, Inflamação

Resumo

A nicotina retarda o processo de cicatrização e eleva os níveis da enzima mieloperoxidase (MPO), a qual possui um papel fundamental na produção de espécies reativas de oxigênio durante o processo inflamatório. A fotobiomodulação laser (FBM) é um dos agentes eletrofísicos mais utilizados no tratamento do tendão calcâneo, no entanto, os seus efeitos sobre a atividade da MPO carecem de maior elucidação. Este estudo objetivou avaliar os efeitos da FBM sobre a atividade da MPO, após lesão do tendão calcâneo em ratos expostos à fumaça de cigarro. Foram utilizados 34 ratos Wistar, machos, com 90 dias de vida. Após 14 dias de exposição à fumaça de cigarro, os animais foram divididos em três grupos experimentais: grupo controle (GC, n=12), não submetido à lesão ou tratamento; grupo sham (GSh, n=10), submetido à lesão parcial do tendão calcâneo e a simulação da FBM laser; grupo FBM laser (GFBM, n=12), submetido à lesão parcial do tendão calcâneo e tratados com FBM laser, no primeiro minuto após a lesão. A FBM diminuiu os níveis de atividade da MPO no GFBM em comparação ao GSh (GC: 1,38±0,69 pg/ml; GSh: 3,78±1,09pg/ml; GFBM: 2,58±0,93pg/ml; p<0,005). Conclui-se que a FBM laser aplicada imediatamente após lesão do tendão calcâneo, atenua a atividade inflamatória aguda em ratos expostos à fumaça de cigarro.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-20
Como Citar
Scherer, N., Silva, A. M., Gutierres, J., Veloso, C., Pinfildi, C. E., & Gobbato, R. (2019). Fotobiomodulação Laser na resposta inflamatória aguda em lesão do tendão calcâneo em ratos expostos a fumaça de cigarro. Fisioterapia E Pesquisa, 26(2), 164-169. https://doi.org/10.1590/1809-2950/18032726022019
Seção
Pesquisa Original