Estado de conforto final de ações motoras manipulativas de crianças típicas e atípicas: revisão sistemática

Palavras-chave: Criança, Planejamento Motor, Desenvolvimento Infantil, Adolescente

Resumo

O objetivo desse estudo foi realizar uma revisão sistemática de artigos científicos sobre o planejamento de ações motoras manuais de crianças típicas e atípicas. Para isso, foi feita uma busca de artigos publicados entre 1996 e 2017 nas bases de dados PubMed, Lilacs, Science Direct e SciELO. Foram incluídos artigos originais em língua inglesa e portuguesa, que avaliaram o planejamento de ações motoras em crianças típicas e atípicas por meio de tarefas manuais. Para a análise dos artigos, considerou-se a população, a faixa etária, o número de crianças, o tipo de tarefa, os principais resultados, o local de realização do estudo e o fator de impacto da revista. Ao todo, foram encontrados 18 artigos, sendo 12 com crianças típicas (9 meses a 20 anos de idade), e 6 com crianças atípicas (3 a 14 anos) diagnosticadas com autismo, paralisia cerebral hemiplégica e transtornos de déficit de coordenação. Nas crianças típicas, observa-se que a capacidade de planejamento de ações motoras manuais se desenvolve ao longo do tempo e se assemelha a de um adulto entre os 9 e 10 anos de idade. As crianças atípicas apresentaram capacidade de planejamento motor inferior à das crianças típicas e não foi possível determinar a idade em que essa habilidade de planejamento é estabelecida.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-20
Como Citar
Pereira, K., Medeiros, J., Bernardes, L., & Souza, L. A. (2019). Estado de conforto final de ações motoras manipulativas de crianças típicas e atípicas: revisão sistemática. Fisioterapia E Pesquisa, 26(2), 202-209. https://doi.org/10.1590/1809-2950/17009426022019
Seção
Revisão sistemática