Medo de quedas e força muscular do quadril em idosos independentes da comunidade

Palavras-chave: Torque, Quadril, Equilíbrio, Idoso

Resumo

O medo de quedas pode fazer com que o idoso desenvolva estratégias que alteram o equilíbrio semiestático e dinâmico, predispondo-o a um risco aumentado de cair. A função muscular dos abdutores e adutores de quadril tem importante papel na manutenção da estabilidade postural. Entretanto, não se sabe se idosos com medo de cair apresentam maior comprometimento na função muscular do quadril. Assim, o objetivo foi comparar o pico de torque (PT) isométrico dos músculos abdutores e adutores de quadril entre idosos com e sem medo de quedas. Os participantes foram divididos em dois grupos: com (n=81) e sem (n=81) medo de quedas. O PT dos abdutores e adutores de quadril foi obtido com dinamômetro isocinético (System 4 Pro, Biodex, Nova York, EUA). A comparação do PT dos grupos foi realizada por meio de modelo linear geral univariado, ajustado pelas covariáveis idade, sexo, índice de massa corporal, nível de atividade física e histórico de quedas, utilizando o software SPSS 17.0, com nível de significância de 5%. Não houve diferença do PT abdutor e adutor do quadril entre os grupos após análise univariada com ajustamento. Observou-se que idosos com medo de quedas não apresentam prejuízos na função muscular dos estabilizadores de quadril quando comparados a idosos sem medo de quedas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-03-31
Como Citar
Bocarde, L., Porto, J., Freire Júnior, R., Fernandes, J., Nakaishi, A. P., & Abreu, D. (2019). Medo de quedas e força muscular do quadril em idosos independentes da comunidade. Fisioterapia E Pesquisa, 26(3), 298-303. https://doi.org/10.1590/1809-2950/18034526032019
Seção
Pesquisa Original