Influência do arco longitudinal medial na distribuição plantar e na flexibilidade posterior

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1809-2950/18022427012020

Palavras-chave:

Criança, Pé, Flexibilidade

Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar se a formação do arco longitudinal do pé interfere na distribuição da pressão plantar e na flexibilidade dos músculos posteriores da coxa. O método de estudo foi transversal e as impressões plantares foram obtidas usando o plantígrafo e analisadas segundo o método Viladot. A distribuição plantar e a flexibilidade foram avaliadas pela baropodometria e pelo banco de Wells, respectivamente. Foi observado que crianças com pés cavos apresentam maior flexibilidade quando comparadas às que têm o pé normal (p=0,02); e também que pés cavos apresentam maior pressão, ou seja, maior sobrecarga em calcâneo quando comparados àqueles com o arco plantar normal (p=0,02 membro inferior direito e p=0,03 membro inferior esquerdo). A avaliação do arco longitudinal medial mostra que crianças com pés cavos apresentam maior flexibilidade dos músculos posteriores de membro inferior. Os pés cavos também estão associados com maior descarga de peso em região de calcâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-06-14

Como Citar

Neves, J. C. de J., Cibinello, F. U., Valenciano, P. J., & Fujisawa, D. S. . (2021). Influência do arco longitudinal medial na distribuição plantar e na flexibilidade posterior. Fisioterapia E Pesquisa, 27(1), 16-21. https://doi.org/10.1590/1809-2950/18022427012020

Edição

Seção

Pesquisa Original