Tradução, adaptação transcultural e confiabilidade da escala de utilidade clínica de Tyson e Connell

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1809-2950/19006227012020

Palavras-chave:

Tradução, Reprodutibilidade dos Testes, Fisioterapia

Resumo

O objetivo deste estudo foi traduzir e adaptar a escala de utilidade clínica de Tyson e Connell para o português brasileiro, além de avaliar sua confiabilidade interexaminador e intraexaminador. O processo de tradução e adaptação transcultural foi desenvolvido em cinco estágios: tradução; síntese das traduções; retrotradução; avaliação pelo comitê de especialistas; e teste da versão pré-final. Para avaliação da confiabilidade intra e interexaminador da escala, 20 instrumentos de avaliação foram analisados de forma independente por dois examinadores (confiabilidade interexaminador). Além disso, um dos examinadores fez todas as avaliações, em dois momentos distintos, com um intervalo de 30 dias entre uma e outra (confiabilidade intraexaminador). A tradução e a adaptação transcultural foram realizadas de forma sistemática, seguindo os critérios propostos, de modo que houve apenas pequenas alterações em dois itens para tornar a escala mais útil a todos os instrumentos disponíveis na literatura. Em relação à confiabilidade interexaminador da escala de utilidade clínica de Tyson e Connell-Brasil, o valor encontrado foi CCI=0,85 (IC 95%, 0,79-0,87), enquanto para a confiabilidade intraexaminador o resultado foi CCI=0,89 (IC 95%, 0,85-0,93). Os resultados deste processo indicaram adequado grau de equivalência semântica, conceitual e cultural. Além disso, as medidas de confiabilidade intra e interexaminadores foram consideradas adequadas. Esses achados demonstraram que a escala é adequada para avaliar a utilidade clínica de instrumentos de avaliação comumente utilizados em pacientes. Dessa forma, deve ser incorporada na prática clínica e em pesquisas para a escolha do melhor instrumento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-06-14

Como Citar

Veiga, R. F. N., Morais, A. F., Nascimento, S. J. N., Avelino, P. R., Costa, H. S., & Menezes, K. K. P. de. (2021). Tradução, adaptação transcultural e confiabilidade da escala de utilidade clínica de Tyson e Connell. Fisioterapia E Pesquisa, 27(1), 78-84. https://doi.org/10.1590/1809-2950/19006227012020

Edição

Seção

Pesquisa Original