Aplicação da pressão positiva contínua nas vias aéreas em pacientes em pós-operatório de cirurgia bariátrica

Autores

  • Eli Maria Pazzianotto-Forti UNIMEP; Programa de Mestrado em Fisioterapia
  • Thaís de Lima Laranjeira UNIMEP; Programa de Pós-graduação
  • Bruna Gallo da Silva UNIMEP; Programa de Pós-graduação (Mestrado) em Fisioterapia
  • Maria Imaculada de Lima Montebello UNIMEP; Programa de Mestrado em Fisioterapia
  • Irineu Rasera Jr. Clínica Bariátrica de Piracicaba

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1809-29502012000100004

Palavras-chave:

obesidade mórbida, cirurgia bariátrica, pressão positiva contínua nas vias aéreas, fisioterapia

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da aplicação da pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP), na frequência respiratória (FR), no volume corrente (VC) e no volume minuto (VM), em pacientes em pós-operatório de cirurgia bariátrica. Foram estudadas dez pacientes com média de idade 29,8±8 anos, classificadas como obesas mórbidas [índice de massa corpórea (IMC) de 47,5±7,2 kg/m²] que receberam CPAP de 8 a 10 cmH2O, por 30 minutos, uma vez ao dia, durante dois dias consecutivos, no pós-operatório de cirurgia bariátrica. Antes e após a aplicação da CPAP, foram aferidos a FR e o VM por meio do ventilômetro e, de forma indireta, foi calculado o VC. Para verificar a normalidade dos dados foi aplicado o teste de Shapiro-Wilk, e, após, as medidas foram comparadas com o uso do Teste t de Student e de Man-Whitney. As análises foram processadas com o uso do SPSS 7,5 considerando o nível de 5% de significância. Houve um aumento significativo para as seguintes variáveis estudadas no primeiro e no segundo dia de aplicação: FR=20±6 resp/min versus 26±7 resp/min (p=0,009) e FR=22±7 resp/min versus 26±8 resp/min (p=0,007); VM=9,57±2,75 L versus 12,39±4,18 L (p=0,041) e VM=9,71±2,52 L versus 11,18±2,96 L (p=0,037). Os valores do VC=360±157,59 mL versus 440±69,18 mL (p=0,21) e 401±90,46 mL versus 416±78,04 mL (p=0,18) não apresentaram diferença significativa na comparação pré- e pós-aplicação, nos dois dias de terapia. Assim, foi possível concluir que a CPAP pode ser aplicada como recurso auxiliar da fisioterapia respiratória no tratamento de pacientes em período pós-operatório de cirurgia bariátrica, para a manutenção do VC, porém atenção deve ser tomada durante a aplicação, pois pode haver aumento da FR.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-03-01

Como Citar

Pazzianotto-Forti, E. M., Laranjeira, T. de L., Silva, B. G. da, Montebello, M. I. de L., & Rasera Jr., I. (2012). Aplicação da pressão positiva contínua nas vias aéreas em pacientes em pós-operatório de cirurgia bariátrica. Fisioterapia E Pesquisa, 19(1), 14-19. https://doi.org/10.1590/S1809-29502012000100004

Edição

Seção

Pesquisas Originais