Correlação entre postura da cabeça, intensidade da dor e índice de incapacidade cervical em mulheres com queixa de dor cervical

  • Juliana Corrêa Soares UFSM; Departamento de Fisioterapia e Reabilitação
  • Priscila Weber UFSM; Departamento de Fisioterapia e Reabilitação
  • Maria Elaine Trevisan UFSM; Departamento de Fisioterapia e Reabilitação
  • Claudia Morais Trevisan UFSM; Departamento de Fisioterapia e Reabilitação
  • Angela Garcia Rossi UFSM; Departamento de Fonoaudiologia
Palavras-chave: cervicalgia, postura, cabeça

Resumo

A dor cervical é o sintoma mais comum das disfunções cervicais, frequentemente relacionado à manutenção de posturas inadequadas. As alterações posturais da cabeça estão associadas à ocorrência de dor cervical, sendo a anteriorização a alteração mais comum. O objetivo foi investigar a correlação entre postura da cabeça, intensidade da dor e índice de incapacidade cervical - neck disability index (NDI). O grupo estudo (GE) foi composto por mulheres na faixa entre 20 e 50 anos com queixas de dor cervical por mais de três meses, e o grupo controle (GC), por mulheres assintomáticas. A intensidade da dor foi avaliada pela escala visual analógica (EVA), a incapacidade pelo NDI e a postura da cabeça pelo ângulo craniovertebral (CV). A normalidade dos dados foi verificada pelo teste de Lilliefors, e a comparação entre os grupos pelo teste t de Student para amostras independentes e a associação entre as variáveis pela correlação de Spearman. O nível de significância foi de 5%. O GE apresentou médias menores para o ângulo CV (p=0,02). O ângulo CV demonstrou correlação negativa com a EVA (r=-0,48) e o NDI (r=-0,15), sugerindo que quanto menor o ângulo, maior a intensidade da dor e a incapacidade cervical. O NDI e a EVA apresentaram correlação positiva (r=0,59). O ângulo CV em indivíduos com dor cervical foi significativamente menor que em assintomáticos, apresentando correlação moderada com o NDI e a dor.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-03-01
Como Citar
Soares, J., Weber, P., Trevisan, M., Trevisan, C., & Rossi, A. (2012). Correlação entre postura da cabeça, intensidade da dor e índice de incapacidade cervical em mulheres com queixa de dor cervical. Fisioterapia E Pesquisa, 19(1), 68-72. https://doi.org/10.1590/S1809-29502012000100013
Seção
Pesquisas Originais