Síndrome de burnout em acadêmicos de fisioterapia

Autores

  • Gustavo Christofoletti Universidade Estadual de Goiás
  • Celita Salmaso Trelha Universidade Estadual de Londrina
  • Rodrigo Martorelli Galera
  • Marco André Feracin

DOI:

https://doi.org/10.1590/fpusp.v14i2.75857

Palavras-chave:

estafa profissional/epidemiologia, estudantes, fisioterapia, qualidade de vida.

Resumo

Burnout refere-se a um fenômeno de desgaste profissional, facilmente observável em profissionais e acadêmicos que prestam assistência contínua. O objetivo deste estudo foi o de verificar a prevalência da síndrome de burnout em acadêmicos do 4o ano de Fisioterapia da Universidade Estadual de Londrina. Para a coleta de dados foi utilizado um questionário sociodemográfico e o Maslach Burnout Inventory, devidamente traduzido e validado para o Brasil. Os dados foram analisados estatisticamente. A amostra constituiu-se de 51 acadêmcos, sendo 40 mulheres e 11 homens, com idade entre 20 e 27 anos. Nos resultados do inventário de burnout foram encontrados escores moderados nos indicadores exaustão emocional e despersonalização, apontando sinais de estresse condizentes com a síndrome. No estágio, os alunos desenvolvem suas atividades em contato direto com pacientes e ficam submetidos às exigências da supervisão e avaliação docente. Além disso, lidam com várias situações da prática profissional para as quais não desenvolveram formas de enfrentamento adequadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Christofoletti, Universidade Estadual de Goiás

Fisioterapeuta; Professor Mestre  do Departamento de Fisioterapia da UEG (Universidade Estadual de Goiás).

Celita Salmaso Trelha, Universidade Estadual de Londrina

Fisioterapeuta; doutoranda em Ciências da Saúde; Professora Mestre do Departamento de Fisioterapia da UEL (Universidade Estadual de Londrina).

Rodrigo Martorelli Galera

Fisioterapeuta; Especialista em Fisioterapia Cardiopulmonar.

Marco André Feracin

Fisioterapeuta. Especialista em Recursos Terapêuticos.

Downloads

Publicado

2007-08-31

Como Citar

Christofoletti, G., Trelha, C. S., Galera, R. M., & Feracin, M. A. (2007). Síndrome de burnout em acadêmicos de fisioterapia. Fisioterapia E Pesquisa, 14(2), 35-39. https://doi.org/10.1590/fpusp.v14i2.75857

Edição

Seção

Pesquisa Original