Impacto de programa fisioterapêutico no desempenho funcional da criança com doença de Charcot-Marie-Tooth tipo 2: estudo de caso

Autores

  • Ana Carolina Campos Universidade Federal de São Carlos
  • Nádia Slemer Andrade dos Santos
  • Eloisa Tudella Universidade Federal de São Carlos
  • Karina Pereira Universidade Federal de São Carlos
  • Nelci Adriana C. Ferreira Rocha Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.1590/fpusp.v14i2.75912

Palavras-chave:

atividades cotidianas, doença de Charcot-Marie-Tooth/reabilitação, neuropatias motoras e sensoriais hereditárias/reabilitação.

Resumo

O estudo visou verificar a influência de um programa fisioterapêutico no
desempenho funcional de uma criança com diagnóstico de Charcot-Marie-Tooth tipo 2. O participante (sexo masculino, 6 anos) apresentava comprometimento motor e sensitivo em membros superiores e inferiores. Antes e após o programa, o participante foi avaliado pelo Pediatric Evaluation Disability Inventory (PEDI), questionário que avalia o desempenho funcional de crianças na faixa de 6 meses a 7 anos e meio. O PEDI divide-se em três partes: habilidades funcionais (envolvendo
autocuidado, mobilidade e função social), assistência do cuidador e modificações do ambiente; este estudo limitou-se à parte de habilidades funcionais. A partir das dificuldades detectadas na avaliação inicial, elaborou-se um programa de intervenção fisioterapêutica com base no conceito neuroevolutivo Bobath. O programa foi aplicado por 2 meses, sendo realizadas 2 sessões semanais de 50 minutos cada, totalizando 15 sessões. Na avaliação após a aplicação do programa, aumentou o escore normativo no PEDI, nas áreas de autocuidado (de 20,8 para 26,7) e mobilidade (de 40 para 54,9), especialmente nas habilidades de transferência, subir e descer escadas. Portanto, o programa de intervenção fisioterapêutica mostrou-se eficaz, promovendo melhora no desempenho funcional da criança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Campos, Universidade Federal de São Carlos

Fisioterapeuta; mestranda em Fisioterapia na UFSCar (Universidade Federal de São Carlos).

Nádia Slemer Andrade dos Santos

Fisioterapeuta.

Eloisa Tudella, Universidade Federal de São Carlos

Fisioterapeuta; Professora Doutora associada do Departamento de Fisioterapia da UFSCar.

Karina Pereira, Universidade Federal de São Carlos

Fisioterapia; doutoranda em Fisioterapia na UFSCar.

Nelci Adriana C. Ferreira Rocha, Universidade Federal de São Carlos

Fisioterapeuta; Professora Doutora adjunta do Departamento de Fisioterapia da UFSCar.

Downloads

Publicado

2007-08-31

Como Citar

Campos, A. C., Santos, N. S. A. dos, Tudella, E., Pereira, K., & Rocha, N. A. C. F. (2007). Impacto de programa fisioterapêutico no desempenho funcional da criança com doença de Charcot-Marie-Tooth tipo 2: estudo de caso. Fisioterapia E Pesquisa, 14(2), 77-83. https://doi.org/10.1590/fpusp.v14i2.75912

Edição

Seção

Relato de Casos