Correlação entre sintomas urinários e qualidade de vida em mulheres com incontinência urinária

Autores

  • Jéssica Moura Sousa Oliveira
  • Ligia Bissoli Galvão Salgado
  • Ana Carolina Basso Schmitt Universidade de Taubaté
  • Luiz Carlos Laureano da Rosa Universidade de Taubaté

DOI:

https://doi.org/10.1590/fpusp.v14i3.75930

Palavras-chave:

incontinência urinária, mulheres, perfil de impacto da doença, qualidade de vida.

Resumo

Incontinência urinária (IU) é a queixa de qualquer perda involuntária de urina, podendo provocar diversos problemas de ordem social e de higiene. Os objetivos deste estudo foram caracterizar os sintomas urinários e correlacionálos com a qualidade de vida de 34 mulheres com incontinência urinária, descrevendo seu perfil socioeconômico, ginecológico e obstétrico. Foi investigado o histórico ginecológico e obstétrico das participantes – idade média de 55 anos, 76,4% na pós-menopausa – e aplicado o King’s Health Questionnaire traduzido e validado para o português. Mais de ¾ (79%) das mulheres referiram que a IU de esforço afeta suas vidas e 44% queixaram-se da urge-incontinência. A maioria das mulheres consideraram negativo o impacto da incontinência urinária em sua saúde. As participantes relataram que os sintomas urinários pouco afetavam a qualidade das atividades de vida diária, física e social. Ao considerar a interferência dos sintomas em sua vida, verificou-se forte correlação entre enurese e piora do sono e da disposição (r=0,65,p=0,0001) e entre urgência e comprometimento emocional (r=0,67, p=0,0001).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jéssica Moura Sousa Oliveira

Fisioterapeuta.

Ligia Bissoli Galvão Salgado

Fisioterapeuta.

Ana Carolina Basso Schmitt, Universidade de Taubaté

Fisioterapeuta; Professora Mestre do Departamento de Fisioterapia da Unitau (Universidade de Taubaté, SP)

Luiz Carlos Laureano da Rosa, Universidade de Taubaté

Economista; Pesquisador Mestre do Núcleo de Pesquisas
Econômico-Sociais da Unitau.

Downloads

Publicado

2007-12-31

Como Citar

Oliveira, J. M. S., Salgado, L. B. G., Schmitt, A. C. B., & Rosa, L. C. L. da. (2007). Correlação entre sintomas urinários e qualidade de vida em mulheres com incontinência urinária. Fisioterapia E Pesquisa, 14(3), 12-17. https://doi.org/10.1590/fpusp.v14i3.75930

Edição

Seção

Pesquisa Original