Avaliação da qualidade de vida em mulheres submetidas à mastectomia radical e segmentar

Autores

  • Grasiéla Nascimento Correia
  • Jussara Oliveira Centro Universitário de Araraquara
  • Raquel Angelli Mesquita-Ferrari Centro Universitário Nove de Julho

DOI:

https://doi.org/10.1590/fpusp.v14i3.76092

Palavras-chave:

mastectomia radical, mastectomia segmentar, neoplasias mamárias, qualidade de vida.

Resumo

O câncer de mama é uma das neoplasias mais freqüentes entre as mulheres; seu tratamento causa permanentes seqüelas físicas e psicológicas, as quais podem ser resultado do tipo de cirurgia utilizada. O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade de vida e o impacto negativo da cirurgia em mulheres que realizaram mastectomia segmentar e radical. Foram selecionadas aleatoriamente 20 mulheres mastectomizadas, divididas em dois grupos de acordo com o tipo de curgia a que foram submetidas: grupo segmentectomia (n=10) e grupo radical (n=10). Todas foram avaliadas quanto à qualidade de vida por meio do questionário SF-36 e do Questionário de Impacto Negativo (QIN). Os resultados obtidos pelo SF-36 não evidenciaram diferenças significativas na qualidade de vida entre os dois grupos. Os resultados do QIN mostraram que as mulheres submetidas à cirurgia radical apresentaram maior impacto negativo no modo de se vestir, usar o banheiro, abraçar as pessoas, conforto com o nu, opção e atividade sexual, quando comparadas às submetidas à mastectomia segmentar. Embora não tenha havido diferença significativa na qualidade de vida (SF-36) entre os dois grupos, ficou evidente um maior impacto negativo nas mulheres submetidas à cirurgia radical de câncer de mama.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Grasiéla Nascimento Correia

Fisioterapeuta.

Jussara Oliveira, Centro Universitário de Araraquara

Fisioterapeuta; Professora Mestre do Curso de Fisioterapia do Uniara (Centro Universitário de Araraquara, SP)

Raquel Angelli Mesquita-Ferrari, Centro Universitário Nove de Julho

Fisioterapeuta; Professora Doutora do Mestrado em Ciências da Reabilitação no Uninove (Centro Universitário Nove de Julho, SP).

Downloads

Publicado

2007-12-31

Como Citar

Correia, G. N., Oliveira, J., & Mesquita-Ferrari, R. A. (2007). Avaliação da qualidade de vida em mulheres submetidas à mastectomia radical e segmentar. Fisioterapia E Pesquisa, 14(3), 31-36. https://doi.org/10.1590/fpusp.v14i3.76092

Edição

Seção

Pesquisa Original