[1]
T. Caires, G. Silva, S. Castro, e L. Souza, “Controle de tronco e sua relação com quadro clínico, área comprometida e fase pós-acidente vascular encefálic”o, Fisioter Pesq., vol. 25, nº 2, p. 224-228, jun. 2018.