Portal da USP Portal da USP Portal da USP

A formação do complexo corporativo metropolitano de São Paulo baseado na distribuição das sedes dos bancos de investimento (1966-2013)

Caio Zarino Jorge Alves

Resumo


Como metrópole onipresente no território, São Paulo expressa sua condição de primazia sobretudo ao coordenar os ciclos de valorização do capital estruturados na rede urbana segundo uma divisão territorial do trabalho hierárquica. Essa gestão e esse controle do território se fazem especificamente a partir de seu centro metropolitano, composto pelo desdobramento do complexo corporativo, cujo ambiente construído intensivo em ciência, tecnologia e informação é atrativo para os serviços do setor quaternário da economia. Assim, procuramos identificar o processo dinâmico de formação do complexo corporativo da metrópole informacional de São Paulo pela análise da distribuição dos bancos de investimento no tecido urbano entre 1966 e 2013, ressaltando o deslocamento da principal centralidade de negócios do Centro Principal para o Centro Paulista, num primeiro momento, e, em seguida, deste para o Centro Berrini/Faria Lima.


Palavras-chave


Metrópole informacional de São Paulo. Complexo corporativo metropolitano. Bancos de investimento. Centros de gestão do território. Setor quaternário da economia.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDRE, M.; LIMA, G.; CANUTO, O. Determinantes das decisões locacionais da atividade financeira. Revista Nova Economia, Belo Horizonte, v. 16, n. 2, p. 243-263, 2006.

ALVES, C. A topologia dos bancos de investimento no Brasil: primazia urbana e formação do complexo corporativo metropolitano de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

BCB. BANCO CENTRAL DO BRASIL. Relatório Anual. Brasília, DF, 2013.

BCB. BANCO CENTRAL DO BRASIL. Sistema Financeiro Nacional: Dados Estatísticos e Gerais. Diretoria de Fiscalização. Departamento de Cadastro e Informações. Brasília, DF: 30 jun. 1988.

BCB. BANCO CENTRAL DO BRASIL. Relação de Instituições em Funcionamento no país. Disponível em: http://www.bcb.gov.br/fis/info/instituicoes.asp?idpai=INFCAD. Acesso em: 2 abr. 2018.

BORJA, J.; CASTELLS, M. Local y global: la gestión de las ciudades en la era de la información. Madrid: Santillana/Taurus, 1997.

CHESNAIS, F. A proeminência da finança no seio do “capital em geral”, o capital fictício e o movimento contemporâneo de mundialização do capital. In: Brunhoff et al. (Org.). A finança capitalista. São Paulo: Alameda, 2010. p. 95-182.

CONTEL, F. A internalização da categoria “informação” na geografia econômica: da teoria da localização à escola de geografia sueca. In: VIDEIRA, S. L.; COSTA, P. A.; FAJARDO, S. (Org.). Geografia econômica: (re)leituras contemporâneas. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2011. v.1. p. 67-86.

______. Território e finanças: técnicas, normas e topologias bancárias no Brasil. Tese (Doutorado em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

CORDEIRO, H. K. A “cidade mundial” de São Paulo e o complexo corporativo do seu centro metropolitano. In: SANTOS, M. et al. (Org.). O novo mapa do mundo: fim do século e globalização. São Paulo: Hucitec/Anpur, 1993. p. 318-331.

______. A “cidade mundial” de São Paulo e a recente expansão do seu centro metropolitano. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro: IBGE, v. 54, n. 3, p. 5-26, 1992.

______. Os principais pontos de controle da economia transacional no espaço brasileiro. Boletim da Geografia Teorética, v. 16-17, n. 31-34, p.154-196, 1986-87.

CORRÊA, R. L. Os centros de gestão do território: uma nota. Revista Território, Rio de Janeiro, n.1, v.1, p. 23-30, 1996.

______. Concentração bancária e os centros de gestão do território. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro: IBGE, v. 51, n. 2, p. 17-32, 1989.

DIAS, L. C. Redes eletrônicas e novas dinâmicas do território brasileiro. In: CASTRO, I. et al. (Org.). Brasil: questões atuais de reorganização do território. Rio de Janeiro: Bertrand, 1996. p. 115-144.

DIAS, L.; LENZI, M. H. Reorganização espacial de redes bancárias no Brasil: processos adaptativos e inovadores. Caderno CRH – Finanças, Política e Território, Salvador: CRH/Ufba, v. 22, n. 55, p. 97-117, 2009.

FIX, M. Parceiros da exclusão: duas histórias da construção de uma “nova cidade” em São Paulo. São Paulo: Boitempo, 2012[2001].

______. São Paulo cidade global: fundamentos financeiros de uma miragem. São Paulo: Boitempo, 2007.

FRÚGOLI JR., H. Centralidade em São Paulo: trajetórias, conflitos e negociações na metrópole. São Paulo: Cortez/Edusp, 2000.

GUTTMANN, R. Uma introdução ao capitalismo dirigido pelas finanças. Novos Estudos Cebrap, São Paulo, n. 82, p. 11-32, 2008.

HARVEY, D. A condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Loyola, 1992.

LENCIONI, S. Concentração e centralização das atividades urbanas: uma perspectiva multiescalar. Reflexões a partir do caso de São Paulo. Revista de Geografia Norte Grande, Santiago-CL, v. 39, p. 7-20, 2008.

______. Mudanças na metrópole de São Paulo (Brasil) e transformações industriais. Revista do Departamento de Geografia, São Paulo: FFLCH-USP, n. 12, p. 27-42, 1998.

MARTINS, J. S. O cativeiro da terra. São Paulo: Hucitec, 2004[1978].

MEDEIROS, D. S.; SPOSITO, E. S. A territorialização do sistema bancário na metrópole paulistana. GEOUSP – Espaço e Tempo, São Paulo, n. 17, p. 121-132, 2005.

MONBEIG, P. O crescimento da cidade de São Paulo. In: SZMRECSÁNYI, T. (Org.). História econômica da cidade de São Paulo. São Paulo: Globo, 2004[1953]. p. 14-115.

REVISTA BANCÁRIA BRASILEIRA, Rio de Janeiro, v. 66, n. 786, dez. 1998.

REVISTA BANCÁRIA BRASILEIRA, Rio de Janeiro, v. 42, n. 492, dez. 1973.

REVISTA BANCÁRIA BRASILEIRA, Rio de Janeiro, v. 35, n. 408, dez. 1966.

SANTOS, M. Técnica, espaço, tempo: globalização e meio técnico-científico-informacional. São Paulo: Edusp, 2013[1994].

______. Por uma economia política da cidade: o caso de São Paulo. São Paulo: Edusp, 2009a[1994].

______. A urbanização brasileira. São Paulo: Edusp, 2009b[1993].

______. Metrópole corporativa fragmentada: o caso de São Paulo. São Paulo: Edusp, 2009c[1990].

______. A natureza do espaço. São Paulo: Edusp, 2008a[1996].

______. Sociedade e espaço: a formação social como teoria e como método. In: ______. (Org.). Da totalidade ao lugar. São Paulo: Edusp, 2008b[1977].

______. O espaço dividido: os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. São Paulo: Edusp, 2008c[1975].

______. O retorno do território. In: SOUZA, M. A.; SILVEIRA, M. L. (Org.). Território: globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec/Anpur, 1994. p. 15-20.

SASSEN, S. Sociologia da globalização. Porto Alegre: Artmed, 2010[2007].

SCOTT, A. J. et al. Cidades-regiões globais. Revista Espaço & Debates, São Paulo, n. 41, p. 11-25, 2001.

SILVA, A. A nova divisão territorial do trabalho brasileira e a produção de informações na cidade de São Paulo (as empresas de consultoria). In: SANTOS, M.; SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2001. p. 413-432.

TAVARES, M.; CAMPOS, R. Bancos de investimento: estrutura e funcionamento. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Mercados de Capitais, 1974.

TAYLOR, P. Specification of the world city network. Geographical Analysis, v. 33, n. 2, p. 181-194, 2001.

TEIXEIRA, N. G. Origens do sistema multibancário brasileiro: das reformas dos anos 60 à crise dos anos 80. Campinas, SP: Instituto de Economia/Unicamp, 2000.

TOMELIN, M. O quaternário: seu espaço e poder. Brasília, DF: Ed. UnB, 1988.

TÖRNSQVIST, G. Flows of information and the location of economic activities. Geografiska Annaler, v. 50, n. 1, p. 99-107, 1968. Series B: Human Geography.




DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2018.119331

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Caio Zarino Jorge Alves

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

GEOUSP: Espaço e Tempo (Online)
ISSN 2179-0892
Departamento de Geografia - FFLCH - USP
geouspusp.br / www.geografia.fflch.usp.br