Elaboração de transectos entre Ourinhos-SP/Presidente Prudente-SP e Itapetininga-SP/Irati-PR para análise da produção e expansão da cana-de-açúcar

  • Leandro Marcos Herreiro Braido Universidade Estadual Paulista
  • José Tadeu Garcia Tommaselli Universidade Estadual Paulista
Palavras-chave: Ethanol. River Paranapanema basin. Tansects. Sugarcane culture. Expansion of culture.

Resumo

O objetivo deste trabalho é demonstrar em dois transectos a variação de elementos naturais, como formação rochosa, tipos de solos, variação da altitude e de elementos atmosféricos (precipitação e temperatura), para analisar em que pontos a cultura da cana-de-açúcar consegue se desenvolver plenamente ou ser limitada. A área escolhida para o trabalho foi a bacia hidrográfica do rio Paranapanema, e os transectos traçados são de Ourinhos-SP/Presidente Prudente-SP, Itapetininga-SP e Irati-PR. A série histórica de dados climáticos de 1970 a 2010 foi obtida junto à Delaware University, e os dados sobre o acompanhamento da expansão da cultura da cana-de-açúcar foram solicitados ao Canasat/Inpe. Constatou-se que, no transecto Ourinhos-SP/Presidente Prudente-SP, a cultura tem condições ideais de desenvolvimento (precipitação 1.200 mm a 1.400 mm anuais, temperatura 20 °C a 23 °C, solos e relevo adequados). Já para o transecto Itapetininga - SP/Irati - PR, a grande variação altimétrica (entre 600 m e mais de 1.000 m) e as temperaturas mais baixas (18 °C a 16 °C) são fatores naturais limitadores para a expansão da cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Marcos Herreiro Braido, Universidade Estadual Paulista
Licenciado e bacharel pela Universidade Estadual de Maringá - UEM / Maringá- PR. Mestre e doutor pela Universidade Estadual Paulista - Unesp / Presidente Prudente - SP. Tem experiência em geociências em estudos que relacionem o clima, solos, relevo e agricultura
José Tadeu Garcia Tommaselli, Universidade Estadual Paulista
Engenheiro Cartógrafo formado pela Universidade Estadual Paulista, campus de Presidente Prudente-SP. Mestre em Agronomia, área de concentração Agrometeorologia pela ESALQ/USP, Piracicaba-SP. Doutor em Ciências, área de concentração Energia Nuclear na Agricultura pelo CENA/USP, Piracicaba-SP. Professor da Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, campus de Presidente Prudente - Departamento de Geografia.

Referências

AMORIM, M. C. C. T. Características noturnas da temperatura em Presidente Prudente-SP. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA, 5., 2002, Curitiba. Anais... Curitiba: UFPR, 2002. p. 752-760.

ARAÚJO, A. P. et. al. Ensaio metodológico sobre a utilização de transectos móveis no período diurno em Presidente Prudente-SP. Revista Formação, Presidente Prudente, v. 1, n. 17, p. 77-95, 2010.

BARROS, M. P. Dimensão fractal e ilhas de calor urbanas: uma abordagem sistêmica sobre as implicações entre a fragmentação das áreas verdes e o ambiente térmico do espaço urbano. Tese (Doutorado em Física Ambiental) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2012.

BRAIDO, L. M. H. Geocomplexo: interação de elementos naturais e sociais – produção e expansão da cana-de-açúcar na bacia hidrográfica do Paranapanema – PR/SP. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, 2015.

BRASIL. UGRH Paranapanema. Brasília: ANA/MMA, 2010.

CAMPOS NETO, A. A. Estudo bioclimático no campus da Universidade Federal de Mato Grosso. Dissertação (Mestrado em Física e Meio Ambiente) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2007.

CANASAT. Monitoramento da cana-de-açúcar via imagens de satélite. [s.d.]. Disponível em: http://www.dsr.inpe.br/laf/canasat/cultivo.html. Acesso em: 4 fev. 2018.

CARVALHO, W. A. Levantamento semidetalhado dos solos da bacia do Rio Santo Anastácio. Presidente Prudente: Unesp, 1977. (Boletim Científico n° 2, v. 1).

CESNIK, R.; MIOCQUE, J. Melhoramento da cana-de-açúcar. Brasília: Ed. Embrapa Informação Tecnológica, 2004.

COX, E. P. Interação entre clima e superfície urbanizada: o caso da cidade de Várzea Grande/MT. Dissertação (Mestrado em Física e Meio Ambiente) – Departamento de Física, Universidade Federal do Mato Grosso, Cuiabá, 2008.

EMBRAPA. EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Sistema Brasileiro de classificação de solos. Rio de Janeiro: Embrapa/SPI, 2009.

ESRI. Arquitetura do ArcGis®. 2014. Disponível em: http://www.esri.com. Acesso em: 3 fev. 2018.

FRANCO, F.; NOGUEIRA, M.; NOGUEIRA, J. A organização do espaço urbano e sua influência no comportamento térmico de ambientes abertos: estudo de caso na cidade de Cuiabá - MT. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 15., 2014, Maceió. Anais... Maceió: Entac, 2014. p. 113-122.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Mapa de Solos do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2001. (Escala 1:5.000.000). Disponível em: ftp://geoftp.ibge.gov.br/informacoes_ambientais/pedologia/mapas/brasil/solos.pdf. Acesso em: 20 ago. 2010.

MARIN, F. R. Relação entre cultura e clima. Ageitec, [s.d.]. Disponível em: https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/cana-de-acucar/arvore/CONTAG01_10_711200516716.html. Acesso em: 26 dez. 2015.

NOVA CANA. Métodos de Correção do Solo. 2015. Disponível em: http://www.cana.com.br/afocapi/METODOS_DE_CORRECAO_DO_SOLO.pdf. Acesso em: 27 maio 2015.

OKE, T. R. The energetic basis of the urban heat island. Quarterly Journal of the Royal Meteorological Society, Malden, v. 108, n. 455, p. l-24, 1982.

OLIVEIRA, J. B. et al. Mapa pedológico do Estado de São Paulo: Legenda expandida. Campinas: Instituto Agronômico/Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 1999.

PITTON, S. E. C. As cidades como indicadores de alterações térmicas. Tese (Doutorado em Geografia Física) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.

SOUZA, S. M. R. de. A emergência do discurso do agronegócio e a expansão da atividade canavieira: estratégias discursivas para a ação do capital no campo. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, 2011.

Publicado
2018-03-15
Como Citar
Braido, L., & Tommaselli, J. (2018). Elaboração de transectos entre Ourinhos-SP/Presidente Prudente-SP e Itapetininga-SP/Irati-PR para análise da produção e expansão da cana-de-açúcar. GEOUSP: Espaço E Tempo (Online), 21(3), 830-844. https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2017.126531
Seção
Artigos