Detecção de mudanças e modelagem preditiva do uso da terra e cobertura vegetal do Pantanal de Aquidauana, MS

Autores

  • Leandro Félix da Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/Mestre em Geografia
  • Vitor Matheus Bacani Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/Professor Professor Adjunto

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2018.134659

Palavras-chave:

Pantanal de Aquidauana, Tendência de mudanças espaciais, Processo analítico hierárquico (AHP), Cadeias de Markov-autômatos celulares

Resumo

Este estudo tem por objetivo analisar as mudanças ocorridas no uso da terra e cobertura vegetal entre os anos de 1984, 1993, 2000, 2015, e simular um cenário futuro para o ano de 2050. Os métodos utilizados para simulação do cenário futuro para o ano de 2050 foram os baseados no Processo Analítico Hierárquico (AHP) combinado com o modelo CA Markov (Cadeia de Markov e Autômatos Celulares). O modelo elaborado para o ano de 2050 apresentou 4 (quatro) classes que são: 1) Vegetação Nativa, 2) Pastagem Plantada, 3) Solo Exposto e 4) Corpos d’água. A análise multitemporal utilizando os mapas de 1984, 1993, 2000, 2015 e o modelo simulado para 2050 apontou que ao longo dos anos analisados haverá uma tendência de redução de áreas naturais como vegetação natural e de corpos d’água e o aumento das áreas relacionadas às ações antrópicas como pastagem plantada e solo exposto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-06-21

Como Citar

FÉLIX DA SILVA, L.; BACANI, V. M. Detecção de mudanças e modelagem preditiva do uso da terra e cobertura vegetal do Pantanal de Aquidauana, MS. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 22, n. 2, p. 437-456, 2018. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2018.134659. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/134659. Acesso em: 5 ago. 2021.

Edição

Seção

Artigos