Identificação de tendências de segregação residencial socioeconômica a partir da análise de dados censitários com SIG: o caso da sub-região noroeste do município de São Paulo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2021.144268

Palavras-chave:

Segregação sócioespacial, Espaço Intraurbano, Categorias Socioprofissionais, Tratamento de dados censitários, São Paulo.

Resumo

Esta pesquisa teve por objetivo avaliar a possibilidade de uso de dados censitários do IBGE (2010) na identificação de tendências de segregação residencial socioeconômica na Região Noroeste do Município de São Paulo-SP a partir de análises estatísticas e espaciais de diferentes atributos socioeconômicos relacionados a determinadas categorias socioprofissionais da população economicamente ativa residente na região. Como resultado foram gerados diversos mapas e tabelas que possibilitaram a identificação destas tendências, evidenciando, portanto, a viabilidade técnica e metodológica de utilização desta base de dados em Sistemas de Informações Geográficas para a identificação de padrões de segregação residencial na escala intraurbana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pablo Luiz Nepomuceno, Universidade de São Paulo

Bacharelado em Geografia pela Universidade de São Paulo, Especialização em Geoprocessamento (pós graduação lato sensu) pela Universidade Federal do Paraná e Doutorado em Geografia, com ênfase em Geoprocessamento, pelo Programa de Pós graduação em Geografia Física da Universidade de São Paulo.

Leandro Itiro Nagatoshi, Universidade de São Paulo

Graduado em Geografia pela Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Humana.

Referências

AB'SABER, A. N. Geomorfologia do sítio urbano de São Paulo. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2007. 349 p.

ATKINSON, R.; FLINT, J. Fortress UK? gated communities, the spatial revolt of the elites and time-space trajectories of segregation. Housing Studies, vol. 19, n. 6, nov. 2004. p.875-892. Disponível em: <http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/0267303042000293982>. Acesso em: 08 ago. 2016.

CALDEIRA, T. P. R. Cidade de Muros: crime, segregação e cidadania em São Paulo. São Paulo: Editora 34, 2000. 400 p.

CÂMARA, G.; QUEIROZ, G. R. Arquitetura de sistemas de informação geográfica. In: CÂMARA, G.; DAVIS, C.; MONTEIRO, A.M.V. (Ed.). Introdução à Ciência da Geoinformação. 2001. Cap. 3. Disponível em: <http://www.dpi.inpe.br/gilberto/livro/introd/cap3-arquitetura.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2015.

CASTELLS, M. A questão urbana. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006. 590 p. 3ª Ed.

CHARLES, C. Z.; The dynamics of racial residential segregation. Annual Review of Sociology, vol. 29, 2003. p.167-207. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/30036965>. Acesso em: 11 ago. 2016.

DEAR, M.; FLUSTY, S. Postmodern Urbanism. Annals of the Association of American Geographers, vol. 88, n. 1, 1998. p.50-72. Disponível em: <http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1111/1467-8306.00084>. Acesso em: 8 ago. 2016.

EMERSON, M. O.; CHAI, K. J.; YANCEY, G.; Does race matter in residential segregation? Exploring the preferences of White americans. American Sociological Review, vol. 66, n. 6, dec. 2001. p.922-935. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/3088879>. Acesso em: 11 ago. 2016.

FEITOSA, F. F. Índices espacias para mensurar a segregação residencial: o caso de São José dos Campos (SP). 2005. Dissertação de Mestrado – INPE/Ministério da Ciência e Tecnologia, São José dos Campos. 169 p. Disponível em: <http://www.dpi.inpe.br/>. Acesso em: 12 jan. 2015.

FELDMAN, S. Planejamento e Zoneamento. São Paulo: 1947-1972. São Paulo: EDUSP/FAPESP, 2005. 304 p.

IBGE. Censo Demográfico 2010: Resultados Gerais da Amostra. IBGE (Rio de Janeiro). 2010. Disponível em: <http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/99/cd_2010_resultados_gerais_amostra.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2015.

ICELAND, J. Beyond Black and White: metropolitan residential segregation in multi-ethnic America. Social Science Research, vol. 33, 2004. p.248-271. Disponível em: <http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0049089X03000565>. Acesso em: 11 ago. 2016.

LE GOIX, R. Gated communities: sprawl and social segregation in Southern California. Housing studies, Taylor & Francis (Routledge), vol. 20, n. 2, 2005. P.323-343. Disponível em: <http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/026730303042000331808>. Acesso em: 08 ago. 2016.

LUCHIARI, A. Tratamento da Informação Geográfica: estudo sobre a distribuição espacial de categorias socioprofissionais. 2013. Tese de Livre Docência – FFLCH/USP, São Paulo. 269 p.

MARQUES, E. A dinâmica imobiliária de incorporação em período recente. In: MARQUES, E.; TORRES, H. São Paulo: segregação, pobreza e desigualdades. São Paulo: SENAC, 2005. p. 214-238. Cap. 9.

MASSEY, D. S.; DENTON, N. A. Trends in the residential segregation of Blacks, Hispanics and Asians: 1970-1980. American Sociological Review, vol. 52, n. 6, dec. 1987. p.802-825. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/2095836>. Acesso em: 09 ago. 2016.

MEYER, R.; GROSTEIN, M.; BIDERMAN, C. São Paulo metrópole. São Paulo: EDUSP, 2004. 290 p.

SACHS, C. São Paulo: Política públicas e habitação popular. São Paulo: EDUSP, 1999. 277 p.

SANTOS, M. O Espaço dividido: os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. São Paulo: EDUSP, 2008a. 440 p. 2ª Ed.

____________. Manual de geografia urbana. São Paulo: EDUSP, 2008b. 228p. 3a Ed.

____________. Pobreza urbana. São Paulo: EDUSP, 2009. 136 p. 3ª Ed.

SEABRA, O. C. Os meandros dos rios nos meandros do poder. Tietê e Pinheiros: valorização dos rios e das várzeas na cidade de São Paulo. 1987. Tese de Doutorado – FFLCH/USP, São Paulo.

RIBEIRO, L. C. Q. Segregação residencial e políticas públicas: análise do espaço social da cidade na gestão do território. Cidades – Comunidades e Territórios, Lisboa, n. 6, jun. 2003. p.33-50. Disponível em: <https://repositorio.iscte-iul.pt/handle/10071/3406>. Acesso em: 12 jan. 2015.

VILLAÇA, F. Espaço intra-urbano no Brasil. São Paulo: Studio Nobel, 1998. 373 p.

Downloads

Publicado

2021-04-20

Como Citar

NEPOMUCENO, P. L.; NAGATOSHI, L. I. Identificação de tendências de segregação residencial socioeconômica a partir da análise de dados censitários com SIG: o caso da sub-região noroeste do município de São Paulo. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 25, n. 1, p. e-144268, 2021. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2021.144268. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/144268. Acesso em: 26 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos