Circuitos da economia urbana: ensaios sobre Buenos Aires e São Paulo, teoria revisitada por Maria Laura Silveira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2020.160464

Palavras-chave:

Circuitos da economia urbana, São Paulo, Buenos Aires

Resumo

Esta resenha da obra “Circuitos de la economia urbana: ensayos sobre Buneos Aires e São Paulo” tem como objetivo apresentar as principais contribuições da cooperação entre pesquisadores argentinos e brasileiros unidos por um sentido comum: a produção de análises renovadas sobre as dinâmicas metropolitanas atuais à luz da teoria dos dois circuitos da economia urbana. Os onze textos que compõem o livro perpassam as novas relações entre os circuitos superior e inferior, assim como a expansão de sua porção marginal, explicitando as complexidades de um mercado metropolitano ao mesmo tempo unificado e segmentado, composto por relações de complementaridade e subordinação. O grande êxito da abordagem proposta por Silveira na organização desta obra reside na compreensão de que o valor dos circuitos da economia urbana e os limites entre eles são relacionais, ou seja, se redefinem continuamente em razão das modernizações que fazem elevar os graus de tecnologia, organização e capital, alterando a dialética dos circuitos e produzindo novos arranjos produtivos na metrópole.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Santos de Oliveira, Universidade de São Paulo

Doutoranda pela Universidade de São Paulo

Referências

SANTOS, Milton. L’espace partagé. Les deux circuits de l’économie urbaine des pays sous-développés. Paris: M.-Th. Génin, Librairies Techniques, 1975.
SILVEIRA, María Laura (coord.). Circuitos de la economía urbana: ensayos sobre Buenos Aires e São Paulo. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Café de las Ciudades, 2016.

Downloads

Publicado

2020-01-23

Como Citar

OLIVEIRA, J. S. de. Circuitos da economia urbana: ensaios sobre Buenos Aires e São Paulo, teoria revisitada por Maria Laura Silveira. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 24, n. 1, p. 172-174, 2020. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2020.160464. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/160464. Acesso em: 25 out. 2020.

Edição

Seção

Resenha