Henri Lefebvre: totalidade, radicalidade e dialética espacial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2019.162821

Palavras-chave:

Henri Lefebvre, totalidade-negatividade-radicalidade, dialética espacial

Resumo

O presente artigo trata a noção de totalidade a partir do pensamento de Henri Lefebvre, buscando possíveis articulações desta noção com a análise geográfica da produção do espaço urbano. O caminho percorrido por esta reflexão envolveu a hipótese de que o espaço urbano e a sociedade urbana carregariam a possibilidade teórica e prática de realização de uma totalidade humana, desafiando-nos a compreender aspectos filosóficos, analíticos e espaciais da construção de uma noção de totalidade aberta, movente e dialética. Como desenvolvimento e como resultado da discussão, assinalamos que a totalidade, na perspectiva lefebvriana, pode ser pensada nos termos da tríade totalidade-negatividade-radicalidade, e que esta tríade, por sua vez, pode compor a construção de novos horizontes para a vida urbana.            

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danilo Volochko, Universidade Federal do Paraná

Professor do Departamento de Geografia do Setor de Ciências da Terra. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFPR.

Referências

BERMAN, M. Tudo que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

BORGES, J. L. Ficciones. Madrid: Alianza Editorial, 1997.

DAMIANI, A. “Introdução a elementos da obra de Henri Lefebvre e a Geografia”. Revista do Departamento de Geografia, p. 254-283, 27 dez. 2012.

FROMM, E. Marx y su concepto del hombre. México, FCE, 1962.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

LEFEBVRE, H. “La notion de totalité dans les sciences sociales”. Cahiers Internationaux de Sociologie, Nouvelle Série, vol. 18, 1955.

LEFEBVRE, H. Le matérialisme dialectique. Paris: Presses Universitaires de France.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Moraes, 1991.

LEFEBVRE, H. A revolução urbana. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1999.

LEFEBVRE, H. La presencia y la ausencia. México: FCE, 2006.

LEFEBVRE, H. Critique of Everyday Life. London: Verso, 2008.

LEFEBVRE, H. La producción del espacio. Madrid: Capitán Swing, 2013.

MAGNANI, J. G. C. “De perto e de dentro: notas para uma etnografia urbana”. Rev. Bras. Ciências Sociais, São Paulo, v. 17, n. 49, p. 11-29, junho de 2002.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo Editorial, 2004.

MARX, K. Grundrisse: manuscritos econômicos de 1857-1858; esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo Editorial, 2011.

MASSEY, D. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.

VOLOCHKO, D. “Sociedade urbana e urbanização da sociedade: elementos para a discussão sobre a problemática da cidade contemporânea. Cidades. Presidente Prudente, v. 5, n. 8, 2008.

VOLOCHKO, D. “Conflitos socioespaciais, socioambientais e representações: dimensões da análise urbana”. In: CARLOS, A. F. A., SANTOS, C. R. S., ALVAREZ, I. P. Geografia urbana crítica: teoria e método. São Paulo: Contexto, 2018.

Downloads

Publicado

2019-10-02

Como Citar

VOLOCHKO, D. Henri Lefebvre: totalidade, radicalidade e dialética espacial. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 23, n. 3, p. 506-524, 2019. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2019.162821. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/162821. Acesso em: 20 out. 2020.

Edição

Seção

Dossiê Henri Lefebvre e a problemática urbana