Henri Lefebvre: totalidade, radicalidade e dialética espacial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2019.162821

Palavras-chave:

Henri Lefebvre, totalidade-negatividade-radicalidade, dialética espacial

Resumo

O presente artigo trata a noção de totalidade a partir do pensamento de Henri Lefebvre, buscando possíveis articulações desta noção com a análise geográfica da produção do espaço urbano. O caminho percorrido por esta reflexão envolveu a hipótese de que o espaço urbano e a sociedade urbana carregariam a possibilidade teórica e prática de realização de uma totalidade humana, desafiando-nos a compreender aspectos filosóficos, analíticos e espaciais da construção de uma noção de totalidade aberta, movente e dialética. Como desenvolvimento e como resultado da discussão, assinalamos que a totalidade, na perspectiva lefebvriana, pode ser pensada nos termos da tríade totalidade-negatividade-radicalidade, e que esta tríade, por sua vez, pode compor a construção de novos horizontes para a vida urbana.            

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Danilo Volochko, Universidade Federal do Paraná

    Professor do Departamento de Geografia do Setor de Ciências da Terra. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFPR.

Referências

BERMAN, M. Tudo que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

BORGES, J. L. Ficciones. Madrid: Alianza Editorial, 1997.

DAMIANI, A. “Introdução a elementos da obra de Henri Lefebvre e a Geografia”. Revista do Departamento de Geografia, p. 254-283, 27 dez. 2012.

FROMM, E. Marx y su concepto del hombre. México, FCE, 1962.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

LEFEBVRE, H. “La notion de totalité dans les sciences sociales”. Cahiers Internationaux de Sociologie, Nouvelle Série, vol. 18, 1955.

LEFEBVRE, H. Le matérialisme dialectique. Paris: Presses Universitaires de France.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Moraes, 1991.

LEFEBVRE, H. A revolução urbana. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1999.

LEFEBVRE, H. La presencia y la ausencia. México: FCE, 2006.

LEFEBVRE, H. Critique of Everyday Life. London: Verso, 2008.

LEFEBVRE, H. La producción del espacio. Madrid: Capitán Swing, 2013.

MAGNANI, J. G. C. “De perto e de dentro: notas para uma etnografia urbana”. Rev. Bras. Ciências Sociais, São Paulo, v. 17, n. 49, p. 11-29, junho de 2002.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo Editorial, 2004.

MARX, K. Grundrisse: manuscritos econômicos de 1857-1858; esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo Editorial, 2011.

MASSEY, D. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.

VOLOCHKO, D. “Sociedade urbana e urbanização da sociedade: elementos para a discussão sobre a problemática da cidade contemporânea. Cidades. Presidente Prudente, v. 5, n. 8, 2008.

VOLOCHKO, D. “Conflitos socioespaciais, socioambientais e representações: dimensões da análise urbana”. In: CARLOS, A. F. A., SANTOS, C. R. S., ALVAREZ, I. P. Geografia urbana crítica: teoria e método. São Paulo: Contexto, 2018.

Downloads

Publicado

2019-10-02

Edição

Seção

Dossiê Henri Lefebvre e a problemática urbana

Como Citar

VOLOCHKO, Danilo. Henri Lefebvre: totalidade, radicalidade e dialética espacial. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), São Paulo, Brasil, v. 23, n. 3, p. 506–524, 2019. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2019.162821. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/162821.. Acesso em: 18 abr. 2024.