Esta é uma versão desatualizada publicada em 2021-09-17. Leia a versão mais recente.

Reestruturação do transporte aéreo de passageiros em Santa Catarina: da aviação regional para o sistema de hub

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2020.173405

Palavras-chave:

Transporte Aéreo de Passageiros, Estratégias Territoriais, Aviação Comercial, Configuração Territorial, Aviação Regional

Resumo

Ao analisar os fluxos aéreos no estado de Santa Catarina, observamos uma mudança na sua tipologia, principalmente entre 2000 e 2005. Isso quer dizer que, além da movimentação, as rotas regionais com múltiplas escalas foram sendo substituídas aos poucos pelas mais longas, conectadas aos centros operacionais das companhias, localizados em importantes nós da rede urbana. Cidades com menor influência regional deixaram de operar voos, e a oferta passou a ser cada vez mais concentrada. Há também o melhoramento de variáveis que envolvem taxas de ocupação e oferta de assentos, entre outras, no âmbito da logística corporativa. Destacam-se ainda o efeito da logística de Estado no planejamento de transpor- tes via pactos normativos (normas e tributos) e os investimentos concentrados na reestruturação da aviação. Nesse sentido, este trabalho visa compreender o processo de reconfiguração territorial da aviação comercial de passageiros no Brasil por meio do que aconteceu em Santa Catarina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Rogério Silveira, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Geografia pela Unesp.  Pós-Doutor pelo Instituto de Geociências da UNICAMP. Professor no Departamento de Geociências e no Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Bolsista de Produtividade em Pesquisa II do CNPq.

 

Lucas Azeredo Rodrigues, Universidade Federal de Santa Catarina

Licenciado em Geografia pela Universidade Federal da Fronteira Sul, campus Chapecó-SC. Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia PPGG-UFSC. 

Referências

ANAC. AGÊNCIA NACIONAL DA AVIAÇÃO CIVIL. Microdados. Disponível em: https://www.anac.gov.br/assuntos/setor-regulado/empresas/envio-de-informacoes/ microdados. Acesso em: 7 abr. 2020.

BARAT, J. Globalização, logística e transporte aéreo. São Paulo: Ed. Senac, 2012. BRASIL. Câmara dos Deputados. Lei n. 11.182, de 27 de setembro de 2005. Cria a Agência

Nacional de Aviação Civil – ANAC, e dá outras providências. Brasília, DF, 2005.

BRASIL. Decreto n. 99.179, de 15 de março de 1990. Institui o Programa Federal de Desregulamentação. Brasília, DF, 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ ccivil_03/decreto/1990-1994/D99179.htm. Acesso em: 10 fev. 2020.

CORREA, R. L. Processos, formas e interações espaciais. Revista Brasileira de Geografia, v. 61, n. 1, p. 127-134, 2016.

CORREA, R. L. Região e Organização Espacial. 2a ed. São Paulo: Ática, 1987.

DAC. DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL. IV Plano de desenvolvimento do sistema de aviação civil. Aprovado pela Portaria n. 375-GM-5. Brasília, DF: Ministério da Aeronáutica, 1997.

DAC. DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL. Portaria n. 318/SLP, de 4 de outubro de 1989. Dispõe sobre a flexibilização de tarifas aéreas domésticas de passageiros. Brasília, DF, 1989. Disponível em: https://pergamum.anac.gov.br/arquivos/PD1989-0318.PDF. Acesso em: 10 fev. 2020.

FERREIRA, J. C. Inovação, mercado e estratégias concorrenciais na aviação comer- cial brasileira. Tese (Doutorado em Ciências Humanas e Sociais) – Universidade Federal do ABC, Santo André, 2018.

LA BLACHE, V. Princípios de Geografia Humana. 2a ed. rev. Lisboa: Cosmos, 1954[1921].

MAMIGONIAN, A. A indústria de Santa Catarina: dinamismo e estrangulamento. In: MAMIGONIAN, A. (Org.). Santa Catarina: estudos de geografia econômica e social. Florianópolis: GCN/CFH/UFSC, 2011. p. 73-120. (Série Livros Geográficos.)

MARX, K. Para a crítica da economia política: salário, preço e lucro. São Paulo: Abril Cultural, 1982. (Os Economistas.)

OLIVEIRA, B. M. Transporte aéreo de passageiros no Brasil: uma análise dos impactos da regulação sobre o desempenho das empresas. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Economia) – Instituto de Economia, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2011.

PORTER, M. Estratégia competitiva: técnicas para análise de indústrias e concorrência. Rio de Janeiro: Campus, 1986.

RATZEL, F. Geografia dell’uomo (antropogeografia). Torino: Fratelli Bocca, 1914.

RODRIGUES, L. A. Transporte aéreo de passageiros em Santa Catarina: organização territorial e estratégias logísticas. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2020.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4a ed. São Paulo: Edusp, 2017[1996].

SANTOS, M.; SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SILVA, M. M. F. Geografia dos transportes no Brasil. Rio de Janeiro: Serviço Geográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 1949.

SILVEIRA, M. R. A competitividade territorial: alguns elementos para discussão. Entre Lugar, v. 11, n. 21, p. 45-74, 2020. doi: https://doi.org/10.30612/el.v11i21.12048.

SILVEIRA, M. R. Circulação, transporte e logística e seus impactos na fluidez e na competitividade territorial no Brasil. In: SILVEIRA, M. R.; FELIPE JÚNIOR, N. F. (Org.). Circulação, transporte e logística no Brasil. Florianópolis: Insular, 2019. p. 17-65.

SILVEIRA, M. R. Geografia da circulação, transportes e logística: construção epistemológica e perspectivas. In: SILVEIRA, M. R. (Org.). Circulação, transportes e logística: diferentes perspectivas. São Paulo: Outras Expressões, 2021. p. 21- 67.

VAINER, C. B. Planejamento territorial e projeto nacional: os desafios da fragmentação. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, São Paulo, v. 9, n. 1, p. 9-23, 2007. doi: https://doi.org/10.22296/2317-1529.2007v9n1p9.

Publicado

2021-09-17

Versões

Como Citar

SILVEIRA, M. R.; RODRIGUES, L. A. Reestruturação do transporte aéreo de passageiros em Santa Catarina: da aviação regional para o sistema de hub. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 24, n. 3, p. 444-467, 2021. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2020.173405. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/173405. Acesso em: 28 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos